Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Ano começa com seleção de filmes nacionais contemporâneos no CineCafé

Publicada em 02/01/2020 às 19:38
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)

O projeto ‘CineCafé’, do Sesc Sorocaba, começa o ano de 2020 exibindo neste mês de janeiro, sempre às 19 horas das terças-feiras, uma seleção de filmes nacionais premiados lançados em 2019. A programação também contempla no dia 28, no horário habitual, a exibição de curtas vencedores do CineFest’2019, realizado no final de novembro em Votorantim.

“Greta”, do diretor Armando Praça (97 minutos) é o primeiro a ser exibido, na próxima terça-feira, dia 7. O filme que abre a mostra apresenta a história de Pedro, um enfermeiro de 70 anos de idade, fervoroso fã de Greta Garbo, que precisa liberar uma vaga no hospital em que trabalha para Daniela, sua melhor amiga. Para salvá-la, ele decide ajudar Jean, um jovem que acaba de ser hospitalizado - algemado por ter cometido um crime. Pedro opta por escondê-lo em sua própria casa até que ele se recupere, mas nesse período eles acabam se envolvendo afetiva e sexualmente. A classificação etária é de 18 anos.

 Para participar das sessões gratuitas do ‘CineCafé’, o público interessado deve retirar os ingressos com 1 hora de antecedência, na Central de Atendimento do próprio Sesc, à rua Barão de Piratininga, 555, no Jardim Faculdade.

 

A AGENDA DE JANEIRO DO CINECAFÉ - A programação de janeiro do projeto ‘CineCafé’ segue no dia 14, com “A Serpente”, com direção de Jura Capela (73 minutos), mostrando duas irmãs vivem na mesma casa com seus respectivos maridos, em quartos separados por uma única parede. O longa é uma adaptação da última peça escrita por Nélson Rodrigues, em 1978, e a classificação é para 16 anos.

Dia 21, “Bacurau” (direção de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, produção Brasil/França, 131 minutos) é o destaque. Num futuro próximo, Bacurau, um povoado do sertão de Pernambuco, some misteriosamente do mapa. Quando uma série de assassinatos inexplicáveis começa a acontecer, os moradores da cidade tentam reagir. Mas como se defender de um inimigo desconhecido e implacável? Classificação etária: 16 anos.

Após cada apresentação, haverá ainda, às 21 horas, o ‘Cinema em Reflexão’, com Marcelo Domingues, diretor de Cinema e gestor cultural. Trata-se de um encontro para discutir os aspectos técnicos e teóricos dos filmes apresentados. No dia 14, haverá, inclusive, bate-papo com Jura Capela, diretor do filme “A Serpente”.

 

CURTAS PREMIADOS NO CINEFEST - Finalmente, então, no dia 28 serão apresentados os curtas premiados no 11º CineFest Votorantim’2019. Após a exibição, acontece bate-papo com os diretores dos filmes.

 São eles: * Melhor curta nacional – Mostra Pindorama: “O Balido Interno” (direção de Eder Deó, Caruaru/PE, 2018, 15 minutos). * Melhor curta regional – Mostra Cachoeira: “Novas Velhas Histórias” (direção de Guilherme Telli e André Fidalgo, Votorantim, 2018, 20 minutos). * Melhor curta da Mostra Musical: “Morte e Vida Uterina” (direção de Daniel Bruson, Sorocaba, 2017, 3 minutos). E * Melhor curta ambiental – Mostra Raízes: “Quando a Chuva Vem?” (direção de Jefferson Batista, Carpina/PE, 2019, 8 minutos).

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar