Quarta-Feira, 23 de Outubro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Justiça manda relatório da ‘Casa de Papel’ ser refeito No documento, Zuliani deve aparecer como investigado, e não indiciado

Publicada em 09/10/2019 às 20:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O relatório final da “Operação Casa de Papel” foi suspenso temporariamente pela Justiça nesta quarta-feira (9). A força-tarefa apurou denúncias de fraudes em licitações e contratos na Prefeitura e foi apresentado pela Polícia Civil na segunda-feira (7). Conforme o juiz da 1ª Vara Criminal de Sorocaba, Jayme Walmer de Freitas, a polícia terá de apresentar um novo documento no qual o ex-secretário de Licitações e Contratos, Hudson Zuliani, esteja como investigado, e não indiciado, já que os advogados do ex-titular conseguiram uma liminar suspendendo seu indiciamento.
De acordo com a Delegacia Seccional, um novo relatório deveria ser encaminhado à Justiça até o fim do dia. Incluindo o ex-prefeito José Crespo, 12 pessoas foram investigadas na operação. Onze foram indiciados por fraude e licitações, peculato, corrupção ativa e passiva e associação criminosa. Um dos envolvidos, o empresário Tadeu Bismara Filho, teve um pedido de liminar negado pela Justiça; ele solicitou o trancamento do inquérito policial e a suspensão do indiciamento. Outros dois empresários e, inclusive Crespo, também pediram liminares, que estão sendo analisadas. Todos os envolvidos negam as irregularidades.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar