Sexta-Feira, 22 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Gaia Trio mostra obras de Piazzolla, Gaubert e Fauré no Municipal hoje

Publicada em 19/09/2019 às 19:38
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)

O projeto Schaeffler Música – 10ª Temporada de Música Clássica de Sorocaba’2019 tem sequência na noite desta sexta-feira (20), com a apresentação do Gaia Trio, formado por Erika Ribeiro (piano), Sofia Ceccato (flauta) e Janaína Salles (violoncelo), prosseguindo com o ciclo que traz como protagonista a mulher na música clássica. O repertório inclui Piazzolla, Gaubert e Fauré, entre outros destacados compositores.

O concerto gratuito será no Teatro Municipal, no Parque da Boa Vista, com início às 20h30. Retirada dos ingressos a partir das 19 horas (não é recomendada a entrada de crianças menores de 6 anos). Às 17 horas, será oferecido um ensaio aberto para deficientes auditivos, com intérprete de Libras

 

O GAIA TRIO - O Gaia Trio fez sua estreia em 2018, no Teatro do Centro de Artes da UFF em Niterói (RJ). Desde então, apesar do seu pouco tempo de existência, o conjunto vêm surpreendendo e conquistando elogiosas críticas de seus pares. A sonoridade do ensemble e a versatilidade das artistas faz com que o grupo apresente tanto obras icônicas do repertório clássico para esta formação, como novos arranjos que trazem frescor à música de compositores já conhecidos do grande público. Assim, neste programa desta noite em Sorocaba, as renomadas musicistas So?a Ceccato, Erika Ribeiro e Janaína Salles destacam também o trabalho das compositoras Louise Farrenc e Lea Freire, mesclando estas obras às dos compositores franceses impressionistas Gabriel Fauré e Philippe Gaubert.

So?a Ceccato é ?autista de ‘domínio do instrumento e desenvoltura cênica’ segundo o site especializado em música clássica movimento.com , solista, camerista e instrumentista de orquestras, além de fundadora do Trio Capitu, grupo ganhador por duas vezes do Prêmio Funarte de Concertos Didáticos. A pianista Erika Ribeiro, por sua vez, é considerada uma das artistas mais expressivas de sua geração: sua musicalidade singular e grande versatilidade combinam em sua carreira trabalhos como solista, recitalista e camerista. Já Janaína Salles, mestre em violoncelo pela Hochschule Musik Luzern, na Suíça, e bacharel no instrumento pelo Conservatoire Superieur Tibor Varga, a convite do Sesc formou o Quarteto Belmonte, que levou a música de Edino Krieger e das Bienais de Música Contemporânea por todos os estados brasileiros. Atualmente é violoncelista da Orquestra Sinfônica Nacional da UFF.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar