Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ‘A Hora da Estrela’ no Municipal

Publicada em 11/09/2019 às 19:41
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A ‘Hora da Estrela’ é o canto do cisne de uma autora que escreveu sabendo ser aquela sua última obra, ou seja, escrevia sabendo que estava morrendo. O livro foi publicado em setembro de 1977 e Clarice Lispector faleceu em dezembro do mesmo ano, vítima de um câncer que a consumia.
Montagem da Cia. Clássica de Repertório, do teatrólogo Mário Persico, “A Hora da Estrela” volta a ser apresentada no palco do Teatro Municipal, no Parque da Boa Vista, nesta quinta-feira (12), às 20 horas. Conta a vida de uma pobre coitada, nordestina, órfã, pobre, sem amigo e sem homem, uma moça que se alimentava de suas próprias entranhas, como poeticamente define Clarice. A única coisa que ela sabia de si mesma é que era datilógrafa, virgem e gostava de Coca Cola. Aos domingos, como distração, ia até o cais ver os navios saindo. Mas tinha um sonho: queria ser estrela de Cinema. Queria ser a Marilyn Monroe.
A Cia. Clássica estreou o espetáculo em 2002 e o remonta agora, com novo elenco para esta única apresentação aberta ao público. Os ingressos custam R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia-entrada).
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar