Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Glitch Art será tema de oficina

Publicada em 10/09/2019 às 19:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)

Tecnologias digitais são criadas para auxiliar as atividades humanas, aumentando a eficiência e a produtividade, mesmo no ambiente doméstico. Por isso, seus programas precisam ser operados de maneira correta para prevenir falhas. No entanto, no campo das artes existem pessoas interessadas exatamente em provocar falhas e erros nesses programas: são artistas glitch, palavra de origem inglesa que significa o mal funcionamento de um sistema.

As técnicas da Glitch Art serão tema de uma oficina no próximo sábado (14), na Matiz Ateliê Visual, que fica na rua Minas Gerais, 96, no Centro, coordenada pela piracicabana radicada em São Paulo Mayara Cristofoletti, jornalista e fotógrafa, pós-graduada em Fotografia Contemporânea.

Fenômeno associado à cultura digital, a glitch art originalmente resultava da curiosidade e da intenção de subverter os usos programados de uma tecnologia. Nem sempre a beleza e plasticidade da imagem final interessavam ao autor.  “Originalmente, muitos dos praticantes do glitch estavam interessados apenas em corromper os programas digitais, desprezando as imagens que viam no computador. Com o tempo, reconheceram a plasticidade dessas imagens e passaram a exibi-las em circuitos artísticos”, explica Marco Gonçalves, artista visual e coordenador da Matiz Ateliê Visual.

Um dos processos usados para provocar erros e falhas nos sistemas digitais é conhecido por databending. Nesse caso, um arquivo de fotografia digital, por exemplo, é manipulado usando um editor de textos ou de áudio. As imagens resultantes desse processo estão corrompidas, com efeitos abstratos ou surreais não-previstos pelo artista. “Os adeptos da glitch art exploram as tecnologias digitais de modo criativo e poético, em vez de apenas seguir friamente os protocolos escritos pelos criadores dessas tecnologias”, sintetiza Marco Gonçalves.

 

SERVIÇO - Destinada a artistas, fotógrafos e new media artists, a atividade será realizada das 10 às 17 horas, com intervalo para o almoço. Mais informações e inscrições podem ser obtidas no site www.matizatelievisual ou pelo e-mail margon.matiz@gmail.com.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar