Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ‘Santa Casa não será privatizada’, diz padre Flávio

Publicada em 03/09/2019 às 20:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A Santa Casa de Misericórdia de Sorocaba deve enriquecer o Sistema Único de Saúde (SUS) com incentivos do Ministério da Saúde para se ter uma parte privada de serviços. A explicação é do presidente da Irmandade Santa Casa de Misericórdia, padre Flávio Jorge Miguel Júnior. 
“A Santa Casa de Misericórdia recebe incentivos do Ministério da Saúde para ter uma parte privatizada de serviços, e é isso que vamos começar a realizar no hospital. Com o lucro dessa parte ou serviços privatizados, vamos enriquecer o SUS”, pontua.
Padre Flávio comenta, ainda, que essas medidas não vão acabar com leitos na Santa Casa. “Pelo contrário, hoje temos, aproximadamente, 270 leitos; quero chegar a 300. Nós vamos dobrar o número de leitos na UTI, estou brigando para isso.”
Ele frisa já ter conseguido emendas parlamentares para esse empreendimento na UTI. “Com a verba que recebemos apenas do SUS, não podemos comprar uma cama hospitalar nem uma cadeira para acompanhantes”, sustenta. 
Com isso, padre Flávaio afirma que, com as privatizações de serviços, sem tirar leitos do SUS, pode-se ter um lucro que traga melhorias para toda a população. “Não estamos privatizando a Santa Casa. Ela é um hospital privado, no entanto somos filantrópicos, ou seja, não visamos lucro”, reforça. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar