Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< "Cidade Responsável" chega para conter venda e consumo de álcool entre menores Projeto será lançado amanhã em Sorocaba, depois do sucesso em outros municípios

Publicada em 12/08/2019 às 19:38
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A Secretaria de Políticas sobre Drogas da Prefeitura apresentará nesta quarta-feira (14), às 13 horas, no Auditório da Biblioteca Municipal, no Parque da Boa Vista, o projeto ‘Cidade Responsável’. O lançamento ocorre dentro da programação comemorativa ao 365º aniversário de fundação da cidade, com o secretário da Pasta, o delegado de Polícia licenciado José Humberto Urban Filho, explicando que o projeto foi desenvolvido em parceria com os municípios pela Associação Brasileira da Indústria da Cerveja (CervBrasil), um dos mais tradicionais setores da economia brasileira e que atualmente responde por 1,6% do PIB e 14% da indústria de transformação nacional. Além disso, a indústria da cerveja contribui para o desenvolvimento econômico do País e a CervBrasil, em parceria com municípios, estados e a Federação, busca mecanismos de atuação para trazer impactos positivos para a sociedade, mantendo um ciclo de consumo consciente, crescimento econômico e poder aquisitivo.

Assim, desde 2013, o projeto ‘Cidade Responsável’ é desenvolvido com o objetivo primordial de trabalhar a prevenção da venda e do consumo do álcool para menores de 18 anos de idade. O escopo das ações, como adianta a Secretaria de Políticas sobre Drogas, está em capacitar agentes municipais e de organizações sociais, principalmente das áreas fiscal e de saúde, educação, assistência social, esporte e cultura, além da orientação e sensibilização das famílias e escolas.

O ‘Cidade Responsável’ já foi desenvolvido nas cidades de Fernandópolis, São Bernardo do Campo e Americana, no interior de São Paulo, e, desde então, mais de 4 mil pessoas foram capacitadas, entre professores e gestores de ensino, agentes de saúde, educadores de Esporte e Cultura e agentes fiscais e de segurança, além de adolescentes e jovens, com o objetivo de inibir o consumo de álcool por menores de idade.

O projeto será desenvolvido sem custo para o Município.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar