Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Sindicato dos Rodoviários reitera notificação de greve à Viação S. Roque

Publicada em 26/04/2019 às 07:45
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informou, no final da tarde de ontem, que protocolou, na tarde desta quinta-feira (25), documento ratificando e reiterando a notificação de greve protocolada no dia 27 de março à empresa Viação São Roque, operadora do transporte intermunicipal na região por diversas irregularidades trabalhistas e atrasos em pagamentos de direitos determinados em acordo coletivo de trabalho da categoria. O Sindicato dos Rodoviários irá realizar uma nova assembleia com a categoria na próxima segunda-feira, dia 29, às 7 e às 23 horas, na garagem da empresa em São Roque, para deliberar sobre início de paralisação. “Dessa forma, na segunda-feira não haverá ônibus em circulação pela madrugada e no início da manhã; durante o restante do dia, os ônibus irão circular normalmente”.

Caso os trabalhadores aprovem a paralisação das atividades, a greve deve iniciar-se na madrugada da terça-feira, dia 30, e os trabalhadores irão respeitar a legislação que obriga manter 30% da frota em circulação, acrescenta informação oficial do Sindicato. “Como a notificação de greve já foi protocolado no dia 27 de março, o prazo de 72 horas para início de movimento grevista já foi mais do que cumprido”.

A Viação São Roque opera linhas intermunicipais entre São Roque e Ibiúna, São Roque e Mairinque e São Roque e Alumínio e possui 85 funcionários. O Sindicato já realizou duas assembleias com os trabalhadores nas últimas semanas. Entre as irregularidades apontadas, estão atraso no pagamento de férias – alguns trabalhadores com mais de quatro férias vencidas e que não foram gozadas e nem pagas -, não recolhimento de INSS e de FGTS, não pagamento de diferença salarial da campanha salarial passada – a data-base da categoria é 1º de maio -, não pagamento de convênio médico e odontológico e de tíquete-refeição e atrasos constantes no pagamento de salário e adiantamento salarial.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar