Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Câmara Municipal cria Comissão Especial para acompanhar a Operação “Casa de Papel”

Publicada em 09/04/2019 às 13:03
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O vereador Anselmo Neto (PSDB) foi escolhido presidente da Comissão Especial, que terá como relator o vereador Renan Santos (PCdoB)
 
Com o objetivo de acompanhar os trabalhos da Operação “Casa de Papel”, deflagrada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público para investigar irregularidades em licitações da Prefeitura de Sorocaba, a Câmara Municipal criou uma Comissão Especial durante a sessão ordinária desta terça-feira, 9. A comissão conta com representantes de todos os partidos com assento na Casa e, por unanimidade, escolheu como seu presidente o vereador Anselmo Neto (PSDB), tendo como relator o vereador Renan Santos (PCdoB).
 
“Essa comissão não fará pré-julgamento, mas irá acompanhar, com isenção, o trabalho da Polícia Civil e do Ministério Público. E, caso as denúncias sejam comprovadas, a Câmara Municipal não hesitará em exigir a punição dos eventuais culpados”, afirmou o presidente da Casa, vereador Fernando Dini, que parabenizou Anselmo Neto e Renan Santos pela escolha como presidente e relator, respectivamente, da comissão.
 
Tão logo o presidente da Casa colocou em pauta o requerimento de criação da referida Comissão Especial, o vereador Hudson Pessini (MDB) explicou que, conforme reunião prévia dos vereadores que assinaram o requerimento, realizada na tarde de segunda-feira, 8, foi sugerido que o vereador Anselmo Neto (PSDB) fosse o presidente da Comissão. O vereador Renan Santos (PCdoB) apoiou a indicação de Anselmo Neto e se propôs a ser o relator da comissão, também com apoio unânime.
 
Para o presidente da Casa, vereador Fernando Dini, a iniciativa de se constituir a Comissão Especial “é uma prova do compromisso do Legislativo sorocabano em cumprir seu papel fiscalizador”.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar