Segunda-Feira, 17 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< Nova tarifa do transporte público passa a valer na próxima semana A partir do dia 22, passe social passa de R$ 4,20 para R$ 4,40

Publicada em 14/01/2019 às 19:15
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Fernando Rezende/DS)
A tarifa do transporte público ficará mais cara a partir do próximo dia 22. De acordo com a Secretaria de Mobilidade e Acessibilidade, o passe social, utilizado pela maioria da população no transporte coletivo urbano, vai custar R$ 4,40. A pasta explica que o reajuste é de 4,76% e visa recuperar as perdas de 12 meses sem elevação. Os usuários poderão comprar créditos nos preços atuais até o dia 21 deste mês. “Fazendo um comparativo com outras cidades, algumas já praticam a tarifa social acima do novo valor de Sorocaba; Santo André tem tarifa social de R$ 4,75, Osasco reajustou para R$ 4,50”, justifica a Secretaria.
O subsídio da Prefeitura junto ao transporte coletivo foi de R$ 68 milhões em 2018. A previsão para este ano é de que serão consumidos R$ 79,7 milhões. “Além de reduzir o subsídio, o reajuste tornou-se necessário devido à queda acentuada dos passageiros transportados, de aproximadamente 17%, registrada nos últimos cinco anos”, salienta a pasta. O reajuste também será aplicado ao passe estudante, que sobe de R$ 2 para R$ 2,70, e ao vale-transporte, de R$ 5,25 para R$ 5,90. O ajuste envolve ainda a redução do desconto para o valor cobrado nos domingos e feriados, que passará de R$ 4 para R$ 4,40.
O secretário de Mobilidade Mobilidade e Acessibilidade e presidente da Urbes, Luiz Alberto Fioravante, disse que o aumento da tarifa sempre será um incômodo, mas destacou que o sistema de transporte de Sorocaba tem diferenciais importantes para o usuário que muitas outras cidades não têm. Frisou que o principal deles é a integração temporal ou bilhete único, que permite ao usuário fazer até quatro viagens com uma mesma tarifa. Também citou o Serviço de Transporte Especial e a gratuidade para idosos já a partir dos 60 anos (a Constituição Federal garante apenas a partir de 65 anos).
Ainda nas justificativas da Prefeitura, a frota está 100% acessível, com elevadores para cadeirantes e usuários com dificuldades de locomoção, o que a diferencia quanto ao atendimento prestado ao cidadão. “Todos os ônibus contam também com sistema de monitoramento via GPS e câmeras que dão mais segurança aos passageiros e motoristas. Através da gestão do sistema por empresa pública, houve maior eficiência e controle da operação, possibilitando a criação do caixa único, construção de dois terminais fechados com integração física e tarifária, implantação de cobrança automática e melhoria contínua da frota (renovação e implementação de novas tecnologias).”
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar