Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Chega a Sorocaba grupo de autoajuda da Fazenda da Esperança

Publicada em 07/12/2018 às 12:26
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Sorocaba passa a contar, a partir desta semana, com um primeiro grupo de autoajuda ligado à Fazenda da Esperança, que surgiu na década de 80 no Vale do Paraíba, na cidade de Guaratinguetá, com um grupo de jovens orientado pelo franciscano alemão frei Hans Stapel, OFM, que foi ao encontro de jovens que se reuniam na praça defronte à Matriz do bairro de Pedregulho para traficar e usar drogas, com o desejo de viver o Evangelho no meio deles. Desta atitude nasceu a Fazenda da Esperança, hoje com unidades espalhadas por dezenas de cidades brasileiras e por vários países do mundo e reconhecida como Obra de direito pontifício. Inclusive, o papa Bento XVI, quando de sua vinda ao Brasil em 2007 para participar da Conferência do Episcopado Latino-Americano e do Caribe em Aparecida, fez questão de passar pela unidade-mãe da Fazenda da Esperança em Guaratinguetá. 
A primeira reunião do GEV/Grupo Esperança Viva na cidade aconteceu na noite desta quarta-feira (5), na Paróquia de São José do Cerrado), com o apoio do pároco local, padre Carlos Ferreira Borges Meira e bençãos do arcebispo metropolitano dom Julio Endi Akamine. Abertas a ex-dependentes químicos, familiares, voluntários e ao público interessado em meditar o Evangelho e trocar experiências vividas, reafirmando sua fé e com o propósito de viver o amor como estilo de vida, essas reuniões, a partir de agora, ocorrerão ali semanalmente, sempre no mesmo dia e horário. No primeiro encontro, estiveram presentes responsáveis pelos GEV's da região Sudeste 1 e Maurício, responsável geral pelos GEV's e que mora com a família na Fazenda da Esperança, em Guaratinguetá, além, entre outros, representante de vários grupos e pastorais, com ênfase ao Movimento dos Focolares, de cuja espiritualidade frei Hans adaptou os pontos centrais para o caminhar do método de recuperação aplicado nas Fazendas da Esperança, voluntários e familiares.
 
O GEV - Nos Grupos Esperança Viva (GEVs), que envolvem milhares de pessoas que se reúnem para aprofundar a vida e a espiritualidade da Fazenda da Esperança, quando um jovem deixa a Fazenda onde viveu por 12 meses e vai viver sua sobriedade na sociedade encontra o apoio de que precisa e um grupo onde possa receber alimento espiritual. Neles se aprofundam os aspectos da espiritualidade, partilham experiências vividas com o Evangelho, reza, canta, se aconselham mutuamente e, sobretudo, se experimenta um clima de família. Mensalmente, é proposta ainda uma Palavra tirada do Evangelho, chamada de ‘Palavra de Vida’, para ser aprofundada e tomada como meta espiritual do mês.
Também jovens que, por algum motivo, não puderam terminar seu ano de recuperação são bem-vindos.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar