Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< 11 médicos cubanos buscam permanecer na cidade

Publicada em 05/12/2018 às 10:37
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A secretária da Saúde do Município, Marina Elaine Pereira, recebeu 11 médicos cubanos que fizeram parte do Programa “Mais Médicos” em Sorocaba. A reunião ocorreu em seu gabinete no Paço e contou com a presença da equipe gestora da Atenção Básica da Pasta e dos vereadores Vitão do Cachorrão, Iara Bernardi e Fernanda Garcia.
O encontro teve como objetivo ouvir esses profissionais que continuam a viver no Brasil, mas que aguardam uma oportunidade do Ministério da Saúde para que possam voltar a atuar como médicos no País. Com o fim do convênio entre Brasil e Cuba no “Mais Médicos”, os municípios foram obrigados a não permitirem mais a continuidade do trabalho desses profissionais e a aderir ao novo edital do Ministério da Saúde exclusivo para brasileiros. Sorocaba recebeu 20 vagas e os profissionais se apresentaram à Secretaria da Saúde no dia 29 de novembro. Até o dia 14, todos eles estarão atuando nas Unidades Básicas de Saúde que possuem o Programa ‘Estratégia Saúde da Família’.
De acordo com os cubanos, eles precisam de ajuda, pois estão sem trabalho em Sorocaba e estão passando dificuldades financeiras. Diante disso, a secretária da Saúde do Município se comprometeu em enviar documento a Brasília pedindo o desligamento dos cubanos do Sistema, pois só com esse procedimento eles poderão participar dos próximos editais que o Ministério da Saúde publicar referente ao Programa “Mais Médicos” para estrangeiros. Segundo a Pasta, o desligamento foi solicitado imediatamente, mas devido a problemas do sistema do Ministério da Saúde ainda não foi possível finalizar esse processo. Também irá ajudar a providenciar cópia dos documentos desses profissionais que se encontram sob guarda da Prefeitura e verificar a possibilidade de um procurador da Secretaria de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais poder sanar as dúvidas jurídicas desses médicos cubanos. “Se for preciso, irei até Brasília para ajudar esses médicos. Eles fizeram um excelente serviço a nossa população e no que pudemos colaborar, estaremos à disposição”, acrescentou a secretária.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar