Quinta-Feira, 22 de Novembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Município proporá aumento no número de radares eletrônicos

Publicada em 31/10/2018 às 14:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O secretário municipal de Mobilidade e Acessibilidade e presidente da Urbes – Trânsito e Transportes, Luiz Alberto Fioravante, reuniu-se com o comandante de Policiamento do Interior (CPI/7) da Polícia Militar, coronel PM Antônio Valdir Gonçalves Filho, o Comandante do 7º BPM/I, major PM Fernando de Agrela, e o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Marcos Mariano, para tratar de aspectos que envolvem a segurança viária em Sorocaba. Um primeiro assunto abordado foi o aumento no número de radares eletrônicos nos limites do Município e que compõem a chamada `muralha eletrônica´, tornando-a mais efetiva.

Atualmente, os radares e câmeras inteligentes monitorados pela Urbes oferecem cobertura nas divisas da cidade com outros municípios, possibilitando fotografar as placas dos veículos que entram ou saem da cidade, enviando as fotos à Central de Monitoramento (CCO) e, posteriormente, ao banco de dados do Governo do Estado, repassando novamente à Secretaria de Segurança e Defesa Civil da Prefeitura. Através da `muralha eletrônica´, são detectadas infrações de trânsito, veículos furtados, envolvidos em crimes, em rota de fuga e/ou com documentação irregular.

Fioravante destacou a importância da ação conjunta dos três órgãos. “A população poderá ter a garantia de segurança viária com o estreitamento da parceria da Urbes com a PM e a GCM, oferecendo tecnologia e inteligência no sistema viária de Sorocaba”, acentuou.

COMPETÊNCIA PARA APLICAÇÃO DE MULTAS - Outro ponto abordado foi a criação de convênio entre a Urbes e a Polícia Militar, ampliando as competências de cada órgão ao aplicar multas de trânsito. Atualmente, o Código Brasileiro de Trânsito (CTB) determina o que cada órgão pode fazer e as suas responsabilidades. Em Sorocaba, o poder para fiscalização e autuação das infrações de trânsito é de responsabilidade da Urbes, tendo autoridade para determinar quem realizará esse trabalho, além de seus agentes de trânsito.

Atualmente, a Urbes habilita os guardas civis municipais para que atuem mantendo a ordem e fluidez no trânsito. Com um convênio entre a Urbes e a Polícia Militar, os policiais militares poderão fiscalizar e autuar as infrações de trânsito e, por outro lado, os agentes de trânsito poderão autuar em situações que hoje são permitidas apenas aos policiais militares, como em casos de irregularidade em documentação do motorista ou do veículo. A proposta é a elaboração de um convênio entre a Urbes e a Secretaria de Segurança do Estado e outro entre a Urbes e o Detran, estendendo-se em seguida para a GCM. Um outro convênio com a Polícia Militar permitirá que a Urbes e a GCM utilizem o boletim de ocorrência digital (BO) da PM, sistema onde os policiais realizam o registro diretamente em um tablet ou celular, trazendo facilidades e agilidade ao procedimento. A proposta é disponibilizar a tecnologia do sistema da Polícia Militar aos parceiros, para que eles possam se utilizar da tecnologia já existente para melhorar o monitoramento e a fiscalização de trânsito na cidade.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar