Quinta-Feira, 22 de Novembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA VLT prossegue com compartilhamento da via férrea

Publicada em 23/10/2018 às 18:47
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Mais um passo fundamental para a implantação efetiva do VLT/Veículo Leve sobre Trilhos em Sorocaba está sendo dado na com a assinatura de um COE/Contrato Operacional Especifico entre o Município e a Rumo Malha Oeste, empresa que tem a concessão da linha férrea que passa pela cidade, possibilitando à Prefeitura local implantar e operar o VLT utilizando essa malha, traçado da antiga Estrada de Ferro Sorocabana. O COE, previsto no Regulamento de Operações de Direito de Passagem e Tráfego Mútuo do Sistema Ferroviário Federal, é fundamental para que haja o compartilhamento das vias férreas e, assim, oferecer condições operacionais de circulação compartilhada entre o VLT (com transporte de passageiros) e o transporte de cargas realizado pela Rumo.
 
O prefeito José Crespo e o secretário de Mobilidade e Acessibilidade da Prefeitura, Luiz Alberto Fioravante, assinaram o acordo na presença do diretor da Rumo, Guilherme Penin, e do gerente de fiscalização ferroviária da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), José Luiz de Oliveira. A assinatura possibilitará que as empresas interessadas na PMI do VLT possam desenvolver seus estudos tendo acesso às informações da empresa Rumo sobre a malha viária. O diretor da Rumo, Guilherme Penin, disse que o acordo assinado em Sorocaba é pioneiro e deverá, inclusive, servir de exemplo para a implantação do VLT em outras regiões do País. “O VLT no Brasil já existe. O compartilhamento de trens de passageiros com carga também. Esse compartilhamento do VLT com carga, porém, é o primeiro”, destacou.
 
CINCO EMPRESAS INTERESSADAS - A implantação do metrô de superfície em Sorocaba, o Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT), prossegue com a demonstração de interesse de cinco empresas ao edital de chamamento público PMI (Procedimento de Manifestação de Interesse) para a elaboração de estudo de modelo para a implantação, operação e manutenção do VLT e a reurbanização da faixa viária e entornos. As empresas PowerChina Brasil Construtora Ltda., Benvenuto Engenharia S/S Ltda. e Systra Engenharia e Consultoria Ltda.; Pavan Engenharia e Participações e Steer Davies & Gleave do Brasil; 23 Sul Arquitetura e Consórcio VLT Quanta/Engevix, agora, aguardam a publicação do termo de autorização para o início dos estudos. Em fase de análise, a publicação, com o nome das empresas qualificadas, está prevista para o início de novembro.
 
O VLT circulará dentro de Sorocaba desde a região próxima de George Oétterer, em Iperó, até o bairro de Brigadeiro Tobias. Nesse percurso, haverá vários modernos pontos de embarque e desembarque de passageiros, inclusive utilizando Estação Ferroviária, no Centro, e um ponto de embarque e desembarque no Alto da Boa Vista, que concentra os serviços administrativos da cidade, com o ponto final na estação desativada de Brigadeiro Tobias. Chegará à velocidade de 70 km/h e poderá ter capacidade de transportar de 250 a 350 passageiros, conforme o modelo a ser escolhido. 
 
Cada empresa qualificada terá o prazo máximo de até 180 dias corridos, contados da data da publicação dos autorizados na Imprensa Oficial do Município para apresentarem suas propostas. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar