Sábado, 20 de Outubro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< AGENDA CULTURAL Em vídeo, Bolsonaro diz esperar alta até fim do mês Candidato também dribla assuntos relacionados à volta da CPMF

Publicada em 21/09/2018 às 18:25
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Abr)
O candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, divulgou vídeo nesta sexta-feira (21) no qual aparece sorridente e falando para a câmera que sua esperança é de alta médica até o fim deste mês; ele disse, ainda, que nunca se sentiu tão bem na vida.
 
Bolsonaro está internado na Unidade de Terapia Semi-Intensiva do Hospital Israelita “Albert Einstein”, em São Paulo. Hospitalizado há 15 dias, já passou por duas cirurgias, uma na Santa Casa de Juiz de Fora (MG) e outra na semana passada, no "Einstein".
 
“Bom dia, amigos! Dia 21 de setembro, sexta-feira, véspera da primavera. Nunca me senti tão bem na minha vida. Meu muito obrigado a todos vocês”, inicia o deputado federal na gravação. “Até o fim do mês, se Deus quiser, estarei de alta.” 
 
Na quinta-feira (20), o boletim médico divulgado pelo "Einstein" indicou que Bolsonaro tivera aumento de temperatura (37,7°C) e fora submetido a uma drenagem para retirar resíduo de líquido ao lado do intestino.
 
“Aguardem-me. Primeiro turno, hein, pessoal?”, ressalta o capitão reformado caminhando em direção a um dos seus filhos. No texto que acompanhou o vídeo, Bolsonaro disse ter uma má-notícia a quem só restou torcer contra sua saúde e recuperação. 
 
EXPLICAÇÕES – Bolsonaro também usou novamente o Twitter nesta sexta-feira para se posicionar contra a CPMF, depois de o economista de sua campanha, Paulo Guedes, ter aventado a possibilidade de recriar a contribuição em substituição a outros tributos.
 
Na rede social, o presidenciável destacou ter votado pela revogação da CPMF. “Votei pela revogação da CPMF na Câmara dos Deputados e nunca cogitei sua volta. Nossa equipe econômica sempre descartou aumento de impostos.” 
 
Ele frisou, ainda, que o lema de seu programa na economia é livre mercado e menos impostos. Bolsonaro passou a usar mais as redes sociais desde que o assunto veio à tona quando Paulo Guedes participou de um encontro pela GPS Investimentos.
 
CANCELADO – Paulo Guedes tem cancelado compromissos em série desde que o assunto da CPMF voltou às pautas. Desde a semana passada, ele deixou de comparecer a quatro eventos importantes; um deles, a entrevista no programa “Roda Viva”, da Cultura.
 
Os eventos eram tidos como relevantes para a campanha na questão de expor ideias para o mercado e da publicidade ao projeto econômico do governo Bolsonaro. Guedes deve continuar na campanha do presidenciável do PSL, porém tende a aparecer menos. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar