Terça-Feira, 20 de Novembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ESPORTE Briga pela Copa continua entre seis europeus e dois sul-americanos Seleções consideradas ‘grandes’ já estão em casa

Publicada em 04/07/2018 às 18:21
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação/Fifa)
A Copa do Mundo da Rússia está na reta final. Trinta e dois times começaram a competição e agora restam oito. Algumas seleções gigantes do futebol, como Alemanha, Argentina e Espanha, já estão em casa, vendo o Mundial pela televisão. 
 
Dos times que ainda restam, seis são europeus e dois, sul-americanos; Uruguai, França, Brasil, Suécia, Inglaterra, Rússia e Croácia são os países que continuam na briga pelo topo. A Seleção chega para a fase de quartas de final com atuações cada vez melhores. 
 
Desde o empate na estreia, a Canarinho venceu Costa Rica nos últimos minutos; já contra Sérvia, a vitória foi menos dramática. O jogo das oitavas, contra o México, mostrou um time com sistema defensivo bem-ajustado, pronto para resistir à pressão. 
 
Junto com o Brasil, os uruguaios têm a melhor defesa da Copa, com um gol sofrido. Suárez e Cavani têm sido cada vez mais eficientes no ataque. Cavani fez uma partida de gala nas oitavas de final, contra Portugal, com dois gols do time.  
 
A França fez um jogo eletrizante contra a Argentina nas oitavas de final. As falhas da defesa, que cederam três gols aos argentinos, foram ofuscadas pela grande partida de Mbappé. O francês liderou o time às quartas de final com um futebol técnico, veloz e preciso. 
 
Já os belgas continuam na Copa após uma partida de recuperação contra o Japão. O inimaginável quase aconteceu. Quando os japoneses marcaram 2 a 0, revelaram que a seleção belga tinha falhas ainda não demonstradas no torneio. 
 
Liderada pelo camisa 10, Forsberg, a Suécia tem méritos de sobra para estar nas quartas de final. Classificou-se em primeiro em um grupo muito disputado e, mesmo após perderem para a Alemanha, souberam manter a calma e se garantir. 
 
A Inglaterra veio para o Mundial com um time jovem e já fez melhor que a geração anterior, que caiu na fase de grupos em 2014. Os ingleses dominaram a Colômbia durante todo o jogo, anulando suas principais armas ofensivas. 
 
Há quem diga que os donos da casa estão fazendo hora-extra na Copa. A Rússia aproveitou-se de uma Espanha sem criatividade para levar a partida de oitavas de final para os pênaltis e, lá, eliminar os campeões de 2010. 
 
A Croácia merece o lugar que ocupa; está entre os oito melhores times da Copa com méritos. Com um meio-campo de qualidade, os centroavantes são bastante acionados e conseguem participar do jogo com eficiência. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar