Quarta-Feira, 26 de Setembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Faturamento do comércio eletrônico cresceu 16,4% no primeiro trimestre

Publicada em 03/07/2018 às 18:42
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: ABr)
O faturamento real do comércio eletrônico na região de Sorocaba atingiu R$ 171,7 milhões no primeiro trimestre de 2018, alta de 16,4% em relação ao mesmo período do ano passado. No acumulado de 12 meses, as vendas do e-commerce na região cresceram 17,8%.
 
O levantamento mostra ainda que o número de pedidos do comércio eletrônico da região atingiu 448.900 nesse primeiro trimestre, ante os 362.300 do mesmo período do ano passado, um aumento de 23,9%. O tíquete médio, por sua vez, caiu 6,1%, ao passar de R$ 407,11, entre janeiro e março de 2017, para R$ 382,36 no mesmo período deste ano. A participação do e-commerce no faturamento do varejo geral na região teve, assim, leve avanço de 0,1 ponto porcentual, ao passar de 1,8% para 1,9%, mas foi a menor proporção entre as 16 regiões analisadas, empatada com São José do Rio Preto e Jundiaí.
 
A nível estadual, as vendas do comércio eletrônico em São Paulo cresceram 4,4% no primeiro trimestre de 2018, se comparado ao mesmo período de 2017, atingindo R$ 4,06 bilhões. Na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o faturamento real avançou 8,8% em janeiro, recuou 1,9% em fevereiro e voltou a crescer 5,4% em março. No acumulado dos últimos 12 meses, após encerrar 2017 com uma alta de 4,2%, a taxa de crescimento real das vendas do setor subiu para 5,1% no primeiro trimestre de 2018. 
 
Especificamente sobre o mês de março, o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Sorocaba, Fernando Soranz, cita a consolidação do Dia do Consumidor como uma importante data para o setor. No mês, as vendas atingiram R$ 1,47 bilhão, crescimento real de 5,4% em relação ao mesmo período de 2017 e a maior cifra já registrada para o mês desde o início da série histórica, em 2013. Soranz ressalta ainda que esse crescimento se dá sobre uma base forte de comparação, já que o faturamento real do e-commerce no terceiro mês do ano passado havia crescido 8,6%. Para confirmar o impacto da data no desempenho do setor, afirma, “é importante ressaltar que o faturamento do comércio eletrônico em março de 2018 superou em R$ 182 milhões a média do primeiro bimestre deste ano”.
 
O e-commerce retomou de forma mais robusta o crescimento no começo de 2018 se comparado a outros segmentos da economia. Esse crescimento se deve à melhora nas condições macroeconômicas, mas também à mudança de comportamento do consumidor, usando os dispositivos móveis para comparar, consultar e comprar produtos duráveis, semiduráveis e não duráveis no comércio eletrônico. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar