Quinta-Feira, 19 de Julho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Casal suspeito pela morte de Vitória Gabrielly é preso Menina de Araçariguama desapareceu em 8 de junho após sair para andar de patins; o corpo foi encontrado uma semana depois

Publicada em 29/06/2018 às 18:38
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Miguel)
O casal suspeito pelo sequestro e assassinato da menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, 12 anos, foi preso na manhã desta sexta-feira (29) no bairro Três Lagoinhas, em Mairinque, onde morava. A Polícia Civil levou M.B.A. e B. M.O. para a delegacia da cidade, onde prestaram novos depoimentos, porém novamente negaram envolvimento no crime. Mesmo assim, o casal foi preso temporariamente, após identificação por câmeras de monitoramento de um carro que seria de B.M.O.  no local do crime. 
 
Ontem, os policiais fizeram buscas na casa dos suspeitos, que já tinham histórico criminal – a mulher por roubo e o homem, tráfico de drogas. No período da tarde, o casal foi trazido, em carros distintos, para o Instituto Médico Legal (IML) de Sorocaba.
 
M.B.A. e B.M.O. foram apontados como os responsáveis pelo crime pelo servente de pedreiro Júlio César Lima Ergesse, indiciado por homicídio doloso na quinta-feira (28) como possível cúmplice. Depois de mais de 70 depoimentos, já são, portanto, três suspeitos presos.
 
Os policiais investigam a hipótese de que o crime teria sido motivado por vingança de uma dívida de tráfico de drogas, mas que o assassinato de Vitória Gabrielly teria sido um engano. Os envolvidos estariam em busca de outra garota de mesmo nome.
 
O CASO – Vitória Gabrielly, 12 anos, desapareceu em 8 de junho após sair de casa para andar de patins, em Araçariguama. Uma semana depois, o corpo foi encontrado morto em uma área rural da cidade.
 
Segundo a perícia, a jovem teria sido morta no mesmo dia do sumiço por estrangulamento, do qual ela tentou se defender. Vitória teria sido amarrada e uma meia teria sido colocada em sua boca.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar