Quinta-Feira, 20 de Setembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Guitarrista leva seu blues ao Sesc

Publicada em 28/06/2018 às 18:58
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
O Sesc Sorocaba, no Jardim Faculdade, traz na noite desta sexta-feira (29) show do guitarrista e compositor Netto Rockfeller, às 20 horas e com entrada gratuita. A apresentação tem como base músicas autorais presentes em seu nono disco, além de parcerias e clássicos dos anos 1950 e 1960. 
 
O guitarrista e compositor são-carlense Netto Rockfeller está lançando seu mais novo disco, “The Latin America Mojo Style of Netto Rockfeller”, e para esta apresentação no Sesc local contará com um time de peso, com Mariel Coxa no baixo, Danilo Hansem na bateria, Murilo Barbosa no piano e Everton Pera no saxofone. Além das músicas presentes no novo o álbum, destaque também para alguns tributos especiais a artistas do blues e da surf music.
 
Netto Rockfeller é considerado um dos maiores guitarristas de blues do País na atualidade.  Seus mais de 15 anos de carreira o levaram a dividir o palco e gravar com outros expoentes do gênero. Essas experiências possibilitaram ao artista excursionar por diversos países da América do Sul, América do Norte e Europa. Além da carreira como guitarrista e compositor, Netto é produtor musical, dono do estúdio Rancho Rockfeller e sócio do selo fonográfico Blue Crawfish Records. Em 2016, foi vencedor do prêmio “Profissionais da Música”, juntamente com o gaitista Flávio Guimarães, com quem tem dois discos lançados.  
 
“The Latin America Mojo Style of Netto Rockfeller”, o novo trabalho, concretiza mais um sonho do artista, o de gravar um disco de blues nos Estados Unidos.  O disco é o resultado de anos de trabalho, todos dedicados ao Blues e suas vertentes. Foi gravado em San Jose, Califórnia, no estúdio Greasealand, do guitarrista Kid Andersen, um dos maiores nomes do Blues na atualidade e indicado várias vezes ao Blues Music Awards. O disco conta com as participações de Kid Andersen, June Core, Uirá Cabral, Whitney Shay, Alamo Leal, Jim Pugh e John Blues Boyd. O repertório é composto por músicas próprias e algumas regravações de canções dos anos 1950 e 1960, além de composições de artistas brasileiros como Solon Fishbone e Fernando Noronha.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar