Quarta-Feira, 12 de Dezembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Indústria fecha 650 postos de trabalho em maio Sorocaba tem primeira variação negativa do ano, após quatro altas consecutivas

Publicada em 18/06/2018 às 18:24
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: ABr)
A região de Sorocaba fechou aproximadamente 650 postos de trabalho em maio, uma variação negativa em 0,66% em comparação ao mês anterior. É a primeira queda após quatro altas consecutivas. No ano, o acumulado é de 1,13%, equivalente a 1.100 postos.
 
Os dados são do levantamento mensal do nível de emprego em São Paulo, divulgado rotineiramente  pela Federação/Centro das Indústrias do Estado (Fiesp/Ciesp). Segundo a pesquisa, em maio os setores que mais influenciaram a variação negativa foram Equipamentos de Informática, Produtos Eletrônicos e Ópticos (-6,65%) e Confecção de Artigos do Vestuário e Acessórios (-2,44%). Produtos Têxteis (1,64%) e Móveis (1,30%) tiveram mais contratações, informa a Diretoria Regional do Ciesp.
 
NO ESTADO – Por outro lado, a nível estadual indústria paulista fechou 3.500 postos de trabalho em maio, o que representou queda de 0,16% em relação a abril, sem o ajuste sazonal. Foi a primeira vez no ano que o índice apresentou resultado negativo, após quatro altas consecutivas, como ocorreu na região. No acumulado de 2018, o saldo, porém, ainda é positivo, com 28.500 vagas abertas no período.
 
No Estado, as regiões de melhor desempenho foram Araçatuba (1,04%) e Limeira (0,96%); e pior, Jaú (-6,38%) e Franca (-3,21%). A Capital perdeu 0,35% dos postos de trabalho e o Interior, 0,19%. Para o presidente em exercício da Fiesp, José Ricardo Roriz Coelho, o resultado é preocupante, porém: “Estamos diante de um cenário político e econômico de incertezas. Temos problemas no câmbio, as empresas têm dificuldade de acesso ao capital de giro e a taxa de crescimento do PIB será menor, o que reflete no emprego. O ano de 2017 foi ruim e tínhamos a perspectiva de um 2018 ótimo, o que não está acontecendo. Diante deste cenário, nossa perspectiva para o fechamento do ano é de emprego negativo”, resumiu.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar