Quarta-Feira, 26 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Vereadora aponta terrorismo com Lei de Responsabilidade Fiscal

Publicada em 01/06/2018 às 18:21
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A vereadora Iara Bernardi (PT) criticou o que ela chamou de `terrorismo´ do prefeito José Crespo (DEM) em alegar que não pode mais contratar funcionários públicos devido ao limite prudencial imposto pela Lei de Responsabilidade Fiscal. De acordo com o secretário municipal da Fazenda, Marcelo Regalado, houve uma variação de 5,19% para mais entre as contas do primeiro quadrimestre de 2017 e as do primeiro quadrimestre de 2018, conforme os dados apresentados por sua Pasta durante a audiência pública de formalização das metas fiscais do primeiro quadrimestre de 2018 ao Legislativo na quarta-feira (30).
 
Para Iara, os dados apresentados apontam que há oscilações grandes nas contas públicas, de quadrimestre para quadrimestre, para mais ou para menos no orçamento municipal, “o que dá fôlego para a contratação de servidores em áreas essenciais para nossa população e para o bem do serviço público municipal”. “Os números elencados na audiência pública de apresentação das metas fiscais do primeiro quadrimestre de 2018 demonstram claramente que os argumentos do prefeito José Crespo não se sustentam em matemática, mas apenas na vontade de terceirizar serviços públicos”, disse ela. 
 
Os gastos com pessoal hoje estão em 44,53%, de acordo com as contas do quadrimestre. O limite de alerta é de 48,6%. “Quando o prefeito faz terrorismo em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal, não é como se apresenta”, finaliza a vereadora.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar