Segunda-Feira, 15 de Outubro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Varejo fecha mais de mil vagas em janeiro

Publicada em 03/04/2018 às 18:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Em janeiro, o comércio varejista da região de Sorocaba eliminou 1.027 postos de trabalho formais, resultado de 4.005 admissões contra 5.032 desligamentos. No acumulado de 12 meses, porém, o saldo foi positivo, com geração de 264 vagas com carteira assinada. Com isso, o setor encerrou o mês com um estoque total de 111.571 trabalhadores formais, alta de 0,2% na comparação com janeiro de 2017, segundo informou ao DIÁRIO o presidente do Sindicato do Comércio Varejista local, Fernando Soranz. 
 
Aliás, após seis meses de resultados positivos, o comércio varejista do Estado de São Paulo como um todo voltou a eliminar postos formais de trabalho. Em janeiro, foram extintas 17.874 vagas com carteira assinada, resultado de 67.692 admissões e 85.566 desligamentos. Soranz explicou que, em janeiro, os principais responsáveis pelo saldo geral negativo foram as lojas de vestuário, tecidos e calçados (-10.828 vagas) e os supermercados (-7.281 vagas), enquanto o varejo de materiais de construção e de autopeças e de acessórios geraram 684 e 293 empregos com carteira assinada respectivamente, acrescentando informação da assessoria econômica da Fecomercio-SP de que, mesmo se o número de vagas fechadas no mês tenha sido maior do que o apurado no mesmo período de 2017, é importante ressaltar que o ajuste do quadro funcional varejista após o Natal teve início já em dezembro de 2016, quando pouco mais de 5 mil empregos foram extintos, seguido pela eliminação de mais 16.352 vínculos formais em janeiro de 2017. Em dezembro de 2017, o saldo foi positivo em 925 empregos, o que não acontecia desde dezembro de 2010, fazendo com que o desligamento dos colaboradores contratados para o fim de ano se concentrasse em janeiro de 2018.  
 
O presidente do Sincomercio Sorocaba ressaltou ainda que, sazonalmente, o desempenho do mercado de trabalho formal varejista em janeiro é de retração, tanto que o setor registrou mais desligamentos do que admissões nas 16 regiões analisadas, com destaques para a Capital (-5.582 vagas) e para Campinas (-2.003 empregos). “Passada a melhor data para o varejo (Natal) e as liquidações de início de ano, é natural que isso ocorra e não reverta o cenário positivo projetado para o varejo este ano”, aduziu.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar