Sábado, 23 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Operação policial flagra comerciante acusado de furtar água

Publicada em 29/03/2018 às 16:44
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A Polícia Civil deteve um comerciante acusado de furtar água do Saae-Sorocaba. O flagrante ocorreu no início da noite da quarta-feira (28), no restaurante onde foi constatada a adulteração no hidrômetro, na avenida Roberto Simonsen, em Santa Rosália. O delegado assistente da seccional de Sorocaba, Alexandre Cassola, comandou os homens do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra), na prisão do comerciante, com 54 anos de idade.
 
O diretor-geral do Saae-Sorocaba, Ronald Pereira da Silva, lamentou a situação. “Investimos para reduzir as perdas de água, orientamos a população a economizar, a gastar com consciência, mas foi encontrado esse consumidor que buscava meios para registrar consumo menor do que realmente gastava”, declarou.
 
No hidrômetro havia um equipamento acoplado, cujo objetivo era o de reduzir a contagem do volume de água realmente consumido. O Saae-Sorocaba está autuando esse consumidor comercial com multa no valor de R$ 2.180,00, mais a taxa da substituição do hidrômetro por outro novo, no valor de R$ 190 e ainda terá que ressarcir tudo o que deixou de pagar, cujo valor será calculado. Pelos registros do Saae-Sorocaba, a partir de fevereiro do ano passado, a leitura daquele hidrômetro reduziu de uma média de 50 metros cúbicos para uma média de 30 metros cúbicos.
 
Averiguada a situação, o Saae-Sorocaba denunciou à Polícia Civil e apoiou os trabalhos por meio da equipe de Supressão e Fiscalização e, na sequência, a equipe de Hidrometria fez a substituição do equipamento adulterado. O Saae-Sorocaba trabalha a orientação dos consumidores para que nunca desperdicem. A autarquia investe para reduzir a perda de água tratada no sistema. Uma parte da perda ocorre por meio de furtos, consequente de ligações clandestinas ou fraudes nos hidrômetros.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar