Quinta-Feira, 27 de Junho de 2019

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Corregedor vai à Câmara esclarecer denúncia de maus tratos no Zoo Cobrança de ingresso no Quinzinho voltou a ser praticada nesta terça

Publicada em 27/03/2018 às 18:05
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
O corregedor geral do Município, Carlos Alberto de Lima Rocco Júnior, foi ao Legislativo sorocabano acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Parques e Jardins da Prefeitura, Jessé Loures, prestar esclarecimentos aos vereadores João Donizeti Silvestre (PSDB) e Iara Bernardi (PT), da Comissão de Meio Ambiente da Casa, inclusive na presença do ex-vereador,  ambientalista e ativista da causa animal Gabriel Bitencourt. O principal assunto abordado foi ainda referente à denúncia de maus tratos a animais no Parque-Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” – apresentada à Câmara por Gabriel Bittencourt e cujos esclarecimentos foram cobrados pela Comissão de Meio Ambiente, através de requerimento aprovado no dia 15. No documento, os vereadores destacavam acusações de torturas aos macacos da ilha do Zoo e cobram apuração e providências da Prefeitura.
 
Rocco Júnior informou que a Corregedoria está investigando a denúncia, mas ainda não tem uma conclusão. “Estamos realizando uma apuração cautelosa”, afirmou, defendendo que há uma certa demora nesse trabalho, pois depende de respostas de diversos questionamentos feitos a órgãos como o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e o Conselho Nacional de Medicina Veterinária. O corregedor estipulou o prazo de 45 dias para concluir a investigação e se comprometeu a apresentar a conclusão à Comissão ainda na primeira semana de maio.
 
Ainda em relação ao `Quinzinho´, o secretário Jessé Loures informou que, com o intuito de preservar a integridade dos animais, adotou o procedimento de publicar na Imprensa Oficial do Município todas as atividades de manejo, dando transparência ao controle de entrada e saída dos animais. Quanto à portaria do Zoológico – que a partir desta terça-feira (26) voltou a cobrar pela entrada dos visitantes –, Jessé afirmou que os recursos oriundos da venda de ingressos serão investidos integralmente em melhorias do próprio Parque. Disse também que sua Secretaria está concluindo a elaboração do Termo de Referência para realizar a licitação para implantação de videomonitoramento no Zoo.
 
Por fim, o vereador João Donizeti cobrou do secretário celeridade para colocar em atividade o Conselho Municipal de Proteção e Bem-estar Animal, realizando a nomeação de seus membros. Jessé disse que o assunto está sendo tratado como prioridade na Secretaria de Meio Ambiente.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar