Sábado, 23 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< COTIDIANO Concorrência no mercado de trabalho exige cada vez mais especialização Certas profissões, como Aviação Civil, tendem a exigir Ensino Superior a seus profissionais

Publicada em 17/03/2018 às 17:08
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Vinícius diz ser necessário dedicação no ensino a distância (Foto: Arquivo pessoal)
Com um mercado de trabalho cada vez mais concorrido, ter uma especialização ou cursos extras são diferenciais que aumentam a probabilidade de sucesso em uma contratação, e até mesmo em uma promoção dentro da própria profissão. 
 
Em 2017, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) confirmou maior vulnerabilidade no mercado de trabalho formal dos brasileiros que estudaram menos. Quanto menor a escolaridade, maior a chance de ficar desempregado, apontou o Caged.
 
Contudo os números mostram que o inverso ocorreu nos primeiros meses daquele ano com os trabalhadores com Ensino Médio e Ensino Superior, mesmo incompleto. Aqueles que tinham diploma universitário tiveram melhor resultado – até maio de 2017, acumularam 84,65 mil novas vagas.
 
Com isso, o ingresso no Ensino Superior cada vez mais vem sendo buscado nessa concorrência. Um exemplo é Vinícius Moreno, que, apesar de já trabalhar na área de aviação, passou a cursar, através de ensino a distância, Ciências Aeronáuticas. Ele conta que percebeu a necessidade de ter algo a mais em seu currículo. “A vontade surgiu quando me dei conta de que era necessário preencher uma lacuna em minha vida, que era ter um curso superior. Como trabalho na área, juntei o útil ao agradável.” Ele destaca, ainda, que o mundo da aviação é um pouco fechado, no entanto existem contratações no Brasil e muito mais em países asiáticos. “No mundo atual, sabemos que qualquer item a mais em seu currículo é uma vantagem; a faculdade passa a ser praticamente imprescindível.”
 
A escolha pelo ensino a distância deu-se pela necessidade de tempo e conciliação com as tarefas diárias. “Como meu serviço é por escala e meu local de início de trabalho é em São Paulo, fica muito difícil fazer uma faculdade presencial, pois eu iria perder muitas aulas. Sendo assim, a melhor opção é o Ensino a Distância”, ressalta Moreno, frisando que o conteúdo pode ser bem aproveitado, desde que haja disciplina e foco do aluno.
 
A ideia do estudante, de que dedicação e disciplina são caminhos para o sucesso em um Ensino a Distância, é compartilhada pela coordenadora da Unisul Virtual, polo Sorocaba, Cláudia Dias. De acordo com ela, o aluno tem em mãos ferramentas de qualidade, já que pode assistir às aulas em tempos determinados, além de poder contar com apoio de coordenadores e tutores. “É preciso dedicar-se aos estudos. Fazendo uma boa programação e a seguindo corretamente, não há erro”, reforça Cláudia.
 
Em relação à necessidade do curso superior para algumas profissões, Cláudia pontua a Aviação Civil, adiantando que, no Brasil, já existem empresas que contratam somente pilotos graduados em Ciências Aeronáuticas. “Durante muito tempo, as empresas aéreas promoviam seus pilotos mais antigos para cargos de gestão por saber que não se pode ter pessoas somente com experiências empíricas. Ao mesmo tempo, para a gestão de uma empresa aérea de grande porte, é necessário ter uma formação sólida e acadêmica.”
 
Assim, conhecimento teórico, mesmo com ensino a distância, é possível por em prática de forma natural, como explica o estudante Vinícius Moreno. “Os estudos, as atividades e aprendizados entram em prática sem forçar e, somente após uma reflexão, percebe-se que foi aquilo que se viu em aula”, diz o aluno, ressaltando que o Ensino a Distância pode ser uma tendência e possibilidade para quem tem de conciliar muitas atividades ao estudo.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar