Quinta-Feira, 21 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Comédia abordando passagem da adolescência à fase adulta abre temporada 2018 do Sesi

Publicada em 05/03/2018 às 19:16
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A comédia “Favor Beber o Leite, Senão Estraga”, com o Coletivo Cronópio, abre nesta semana a Temporada 2018 de espetáculos artísticos no Teatro do Sesi, no bairro do Mangal. Para este ano, antecipa a direção artístico-cultual do Sesi Sorocaba, a seleção de espetáculos com perfil mais polêmico reflete a importância do debate de ideias, por vezes difícil, mas fundamental para o avanço da sociedade contemporânea. “Os espetáculos se destacam não apenas pela relevância dos temas abordados, como pelo reconhecimento do público e da crítica especializada, muitos deles premiados”, acrescenta, destacando, como exemplo, a alta sofisticação técnica na manipulação de bonecos presente em “Peh Quo Deux”. 
 
“Favor Beber o Leite, Senão Estraga’, com apresentações nesta sexta-feira (9) e sábado (10), sempre às 20 horas, é um espetáculo jovem, que reflete a passagem da adolescência para a vida adulta, com referências de “Alice no País das Maravilhas”. O espetáculo faz parte do projeto Viagem Teatral 2018. Repleta de humor e metáforas, a peça retrata como lidamos com os sonhos e expectativas ao longo da vida.
 
“Favor Beber o Leite, Senão Estraga” traz no próprio nome, assim, a referência ao frasco de leite encontrado por Alice, com a etiqueta “Beba-me”. Como no conto, a jovem protagonista do espetáculo se vê obrigada a cumprir a ordem e fazer o que lhe foi mandado. Seja na adaptação ou no conto original, beber o leite é uma metáfora da fase que todos enfrentam: crescer.
 
Com recursos visuais e 1.250 bexigas em cena, que representam os sonhos e desejos, a montagem une tecnologia ao teatro para criar uma atmosfera imersiva e lúdica. O telão mostra trechos documentais da vida dos atores, ao mesmo tempo em que as bexigas estouram ao longo da peça. A cada balão perdido, um sonho se vai e outro nasce em seu lugar. E ficção e realidade se complementam e mostram ao espectador como cada um enfrenta seu próprio ritual de passagem.
A entrada é gratuita. Assim como para “A.N.J.O.S”, espetáculo circense infantil da Cia. Cênica Nau dos Ícaros programado para o final de semana seguinte, no dia 16, sexta-feira, às 15, e no  sábado,  dia 17, às 16 horas.
 
MÚSICA COM ED MOTTA – Este mês ainda, abrindo a temporada musical 2018 no Teatro do Sesi, “Serial Finkers convida Ed Motta” é o show agendado para as 20 horas da sexta-feira, dia 23. Colocando o público para dançar ao som do R&B, funk americano e samba-rock, a Serial Funkers convida neste projeto concebido especialmente para o Sesi-SP o cantor e compositor Ed Motta, para somar ainda mais a sua energia no palco. Além do repertório de sucessos de Ed Motta, com canções como “Manoel”, “Fora da Lei” e “Colombina”, a banda traz sucessos do CD autoral “Porque funk é coisa séria” e releituras incríveis de artistas como Michael Jackson, Tim Maia e Stevie Wonder.
 
Com mais de 10 anos na estrada, o grupo comandado por Régis Paulino, atual vocalista da banda do programa “Amor & Sexo”, já fez parcerias com Toni Garrido, Sandra de Sá, Claudio Zoli, Negra Li e Thiago Abravanel.
 
Para a noite da sexta-feira, 6 de abril, uma segunda atração musical programada pelo Sesi Sorocaba é Siba. Natural de Recife, Siba mostra em seus shows a diversidade brasileira e o improviso dos artistas de rua. Em “De Baile Solto”, o espetáculo que apresentará na cidade, o público é transportado à essência nordestina, com canções que remetem à ciranda, ao frevo, ao maracatu e ao cavalo-marinho. Ao mesmo tempo, cada timbre tradicional é acompanhado de novos arranjos que contratam o interior e o meio urbano. Enquanto a poesia ritmada ganha vida na voz de Siba, os arranjos de cordas criam uma atmosfera lúdica e interativa, reforçando a relação entre ritmos do Nordeste e a versatilidade da música de rua. “Marcha Macia”, “Três Carmelitas” e “Quem e Ninguém” são parte da performance singular que revela um novo olhar sobre a musicalidade brasileira.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar