Domingo, 23 de Setembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Chupa-cabra de energia elétrica é novo golpe Estelionatários usam grupos de redes sociais para oferecer aparelhos fraudulentos

Publicada em 23/02/2018 às 18:10
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Germano Schonfelder)
Muitas pessoas neste tempo de crise financeira estão envolvendo-se em crimes e delitos, e a mais nova moda, segundo a polícia, é a falsificação de documentos e aparelhos para provocar fraudes. Em Sorocaba, o mais recente é o "chupa-cabra" de energia elétrica. Um rapaz desempregado, 25 anos, foi detido por policiais civis da Delegacia de Investigações Gerais - DIG de Sorocaba com quatro aparelhos fraudulentos dessa natureza. São pequenos transformadores simples, com fios de encaixe, que, uma vez acoplados nos relógios medidores de consumo de energia elétrica, fazem-no girar em sentido contrário, no anti-horário, permitindo, assim, a fraude no registro de consumo.
 
Cada aparelho era vendido por R$ 300 na rede social WhatsApp. O delegado titular da DIG, Acácio Aparecido Leite, adverte que, quem for flagrado com esses "chupa-cabras", está cometendo crime e pode ser indiciado por furto de energia elétrica. A pena é de dois a oito anos de prisão em regime fechado. O vendedor dos aparelhos foi monitorado por dias, até ser detido na sexta-feira, dia 9, em um posto de combustíveis no bairro do Éden. Ele foi interrogado e liberado. Os "chupa-cabras" passarão por análise do Instituto de Criminalística para comprovar seus efeitos nos relógios. As informações foram passadas pelo delegado Acácio na DIG, mas a assessoria da CPFL, empresa responsável pela energia elétrica, não enviou nenhum representante.
 
A polícia sorocabana continua investigando grupos de rede sociais envolvidos em crimes de fraude. Para o delegado, a internet e esses golpes estão virando meio de vida para uma parte da população. “Isso é muito temerário", analisa.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar