Domingo, 23 de Setembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SAÚDE Desde a última semana, Parque do Matão não registra morte de macaco

Publicada em 16/02/2018 às 18:07
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
FEBRE AMARELA
 
Desde a divulgação do último boletim na sexta-feira (9), o Parque do Matão, em Votorantim, não registrou novas mortes de macaco. Até o momento, 30 macacos bugios foram encontrados mortos no interior do Parque. De acordo com a Secretaria da Saúde do Município, em cinco dos macacos mortos os laudos do Instituto Adolfo Lutz retornaram oficialmente à Prefeitura confirmando a morte pelo vírus da febre amarela silvestre.
 
Conforme o Departamento de Vigilância em Saúde, esse número já era esperado, tendo em vista que os macacos vivem livremente no Parque do Matão e o vírus foi detectado no local. Para a Vigilância, o número de primatas mortos independe, porém, para o desencadeamento das ações de imunização que estão em andamento desde o dia 12 de janeiro, seguindo os critérios da Secretaria de Estado da Saúde. 
 
Até esta sexta-feira (16), mais de 32 mil doses da vacina contra a febre amarela foram aplicadas em Votorantim, com todas as Unidades Básicas de Saúde da cidade aplicando-as. Nas 15 unidades, o munícipe pode retirar as senhas a partir das 7 horas em dias úteis.
 
O Parque do Matão segue fechado para visitação pública.
 
CASOS SUSPEITOS – Por outro lado, a Secretaria da Saúde do Município também informou que está investigando dois casos suspeitos de febre amarela na cidade, o primeiro de uma criança de 1 ano, moradora do Altos de Votorantim, e o segundo de um homem de 87 anos, morador do Jardim Tatiana, que morreu no último dia 10. Até o momento, Votorantim não tem nenhum caso confirmado da doença em humanos.
 
Em ambos os casos, o atendimento dos pacientes foi realizado em Sorocaba. A criança deu entrada no final de janeiro em um hospital particular, onde foram coletados os exames e já teve alta hospitalar. Com relação ao idoso, ele foi atendido na rede pública, que notificou a suspeita e realizou a coleta dos exames no dia 9.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar