Domingo, 22 de Abril de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Indústria sorocabana vê sinais de recuperação para 2018 Toyota vai investir R$ 1 bilhão na produção de um novo carro na unidade de Sorocaba

Publicada em 05/02/2018 às 18:57
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/Fernando Rezende)
ECONOMIA
 
O diretor titular da Regional de Sorocaba do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Erly Domingues de Syllos, analisando o atual cenário econômico brasileiro quando da solenidade de posse e diplomação do conselho da Diretoria Regional para o mandato 2018/2021, comemorou o surgimento de boas perspectivas de recuperação da economia em 2018. Segundo Domingues de Syllos, dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) indicam que a confiança dos empresários vem melhorando, puxado principalmente pela indústria automobilística. “O resultado do PIB no terceiro trimestre do ano passado mostra que a recuperação da economia está sendo sustentada pelo consumo. A saída da recessão até aqui foi lenta, porém consistente. Para 2018, a nossa expectativa é de que o crescimento do PIB seja de 2,8%. Na região, as indústrias do setor automobilístico continuaram seus planos de investimento. É o caso da montadora Toyota, que vai investir mais de R$ 1 bilhão na produção de um novo carro na unidade de Sorocaba e R$ 600 milhões em uma nova fábrica de motores em Porto Feliz; e da N.A.L. do Brasil, que irá investir R$ 280 milhões em uma nova planta na cidade”, explicou. 
 
Outro termômetro da economia, conforme explanou o diretor regional do Ciesp, é a concessão de crédito. “Com maior oferta de crédito, principalmente para pessoas físicas, aumenta também o consumo, que manteve um forte ritmo de crescimento no último trimestre de 2017. Isso é também um reflexo da recuperação do mercado de trabalho”, observou Syllos.
 
PROJEÇÕES PARA 2018 - De acordo com as projeções da Fiesp/Ciesp, os principais vetores de recuperação da economia em 2018 serão o acelerado crescimento da economia global, com  juros reduzidos no cenário externo; e, no âmbito nacional, a redução da taxa selic e do endividamento, com a inflação controlada. “Este cenário reflete diretamente nos investimentos. Após um longo período de quedas sucessivas, os investimentos FBCF (Formação Bruta de Capital Fixo) voltaram a crescer, assim como o PIB da indústria de transformação, que tem um aumento projetado de 3,1% em 2018”, concluiu Syllos.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar