Segunda-Feira, 19 de Fevereiro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Show de Felipe Cordeiro dá início à programação de Carnaval do Sesc

Publicada em 02/02/2018 às 22:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
O músico paraense Felipe Cordeiro abre a programação especial de carnaval do Sesc Sorocaba no dia 9, às 20 horas, no anfiteatro da unidade. De volta a Sorocaba, com vigor rítmico e uma sonoridade definida como pop tropical, Felipe e banda trazem referências do rock, jovem guarda, guitarrada, carimbó, cumbia e música digital.
 
Com um público crescente Brasil afora, Felipe, que lançou recentemente seu primeiro DVD “Brea Époque” (2017), é conhecido por fazer uma narrativa musical que mistura a tropicalidade latino-americana com música pop brasileira, assinando um estilo particular, no qual se conectam guitarra, beats e letras de canções.
 
Quem ouviu confirma que é quase impossível ficar parado ao som embalante do músico paraense. A sonoridade com vigor rítmico é definida por ele mesmo como pop tropical. No show, Felipe Cordeiro apresenta um repertório cheio de lirismo, balanço e originalidade.
 
Além de Felipe (vocal e guitarra), a banda é formada por seu pai Manoel Cordeiro (guitarra e sintetizador), Betão Aguiar (baixo), Márcio Teixeira (bateria) e Melina Mulazani (backing vocal e percussão).
 
Os ingressos para o show custam R$ 17 (inteira) e R$ 8,50 (meia). 
 
TRAJETÓRIA - Felipe Cordeiro começou sua carreira como compositor apresentando-se em festivais e fazendo diversas parcerias que acabaram resultando no seu primeiro álbum, “Banquete” (2010), no qual foram convidados diversos intérpretes e arranjadores. Após ter contato com o teatro, surgiu o interesse de assumir a interpretação de suas músicas e, juntamente com suas percepções acerca da música brasileira, sua sonoridade foi ganhando uma assinatura específica e criativa.
 
Seus dois álbuns seguintes, “Kitsch Pop Cult” (2012), produzido por André Abujamra, e “Se Apaixone pela loucura do seu amor” (2013), dirigido por Kassin e Carlos Eduardo Miranda, foram muito elogiados pela crítica. Com o ex-titãs Arnaldo Antunes compôs "Ela é tarja preta" e a música "Problema seu", sempre cantada em coro nos shows, foi eleita pela revista “Rolling Stone Brasil” a melhor canção de 2013. No mesmo ano, fez uma turnê na Europa, encerrando com uma apresentação no tradicional “Festival de Roskilde”, na Dinamarca.
 
Já em 2017, Felipe Cordeiro lança seu primeiro DVD “Brea Époque”, onde intercala um show gravado ao vivo com um documentário sobre os ritmos e a efervescente cena cultural de Belém. O show mescla músicas dos álbuns “Kitsch Pop Cult” (2012) e “Se apaixone pela loucura do seu amor" (2013), além da canção “Virou”, parceria com Tulipa Ruiz, gravada no álbum “Dancê”, da cantora. O final é celebrado com “Piranha”, de Alípio Martins, numa versão pesada e psicodélica feita especialmente para o documentário.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar