Quarta-Feira, 21 de Fevereiro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SAÚDE Vacina contra febre amarela pode provocar reações

Publicada em 22/01/2018 às 22:48
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A reação mais frequente à vacina é a dor no local de aplicação (Foto: Abr)
A reação mais frequente à vacina é a dor no local de aplicação, que tem intensidade leve a moderada e pode durar um ou dois dias. Outras manifestações, consideradas sem gravidade, são febre com duração de até sete dias, dor de cabeça e dor no corpo. 
 
Contudo a vacina está contraindicada para as gestantes, devido ao possível risco de infecção do feto pelo vírus vacinal, salvo em situações de alto risco de exposição. A vacinação em gestantes deverá ser analisada caso a caso. Ainda poderá ser considerada, por exemplo, para as gestantes que residem em sítio, onde foi encontrado macaco morto com febre amarela.
 
As mães que estejam amamentando crianças com até seis meses de idade não devem se vacinar, pelo risco de transmissão do vírus vacinal. Caso a vacinação seja imprescindível, a amamentação deverá ser suspensa por 10 dias após a vacinação. A mãe deverá ser orientada quanto aos procedimentos para extração e armazenamento do leite materno antes da vacinação para propiciar o aleitamento neste período. Crianças menores de 9 meses não devem ser imunizadas.
 
As pessoas com história de uma ou mais das seguintes manifestações anafiláticas após ingestão de ovo não devem se vacinar: urticária, sibilos, laringoespasmo, edema de lábios, hipotensão, choque nas primeiras duas horas.
 
Pessoas com câncer e indivíduos que passaram por transplante também não devem ser imunizadas. Todos com deficiência no sistema imune também devem consultar um médico antes de se vacinar.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar