Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< SOROCABA Reajuste da tarifa do transporte provoca protestos no Centro A partir desta quarta, passe social salta de R$ 4,10 para R$ 4,20

Publicada em 16/01/2018 às 22:31
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Germano Schonfelder)
O reajuste da tarifa do transporte coletivo já provoca protestos. Nesta terça-feira (16), um grupo de 40 jovens, a maioria estudantes, fez a primeira mobilização contra o aumento da passagem. Dezenas de pessoas concentraram-se na Praça Coronel Fernando Prestes, no Centro, e seguiram ao Terminal Santo Antônio. Um novo protesto deve ocorrer nesta quarta-feira (17), às 17 horas, no Terminal Santo Antônio, um dos locais mais movimentados da cidade. 
 
A partir desta quarta-feira (17), o passe social passará a custar R$ 4,20; o desconto de domingos e feriados também serão alterados, já que antes era R$ 2,00 e agora vai dobrar para R$ 4,00, assim como o vale-transporte, que era R$ 4,60 e passará para R$ 5,25. Com esses valores, Sorocaba terá a terceira tarifa mais cara do Estado de São Paulo.
 
Descontentes com as mudanças, os manifestantes desceram as ruas Cel. Benedito Pires e Francisco Scarpa em direção ao terminal. Às 18h30, o protesto impediu a saída e entrada de ônibus pelos acessos da Rua Dr. Álvaro Soares. Com gritos de “Fora, Crespo!” e baterias, o grupo chamava a atenção dos usuários do transporte. 
 
De acordo com o mobilizador social Jair Vieira, 37 anos, a intenção é chamar a população para ocupar as ruas. “Os maiores prejudicados serão os moradores periféricos, estudantes e pequenos empregadores. O atual governo não cumpriu suas intenções de reduzir as tarifas e, agora, está aumentando. O prefeito não dialoga. O aumento é inaceitável. O desemprego aumentará por causa das eleições, da Copa do Mundo”, alegou. 
 
Os protestos foram promovidos por movimentos sociais e estudantis da cidade. O desta terça-feira foi feito pelo Levante Popular da Juventude de Sorocaba, pelo Núcleo do Comando Estudantil (NCE) e pela Juventude do Partido dos Trabalhadores (PT) Macro Sorocaba. Já a manifestação desta quarta-feira será organizada pelo Coletivo Enfrente e terá o apoio da União Sorocabana dos Estudantes Secundaristas (Uses). 
 
Prestes a completar 40 anos, a Urbes – Trânsito e Transportes é uma empresa pública de direito privado, criada pela Lei Municipal nº 1.946, datada de 22 de fevereiro de 1978. Trabalha com duas empresas de ônibus, STU e Consur, para oferecer 380 veículos para os sorocabanos. O serviço não é 24 horas, funciona apenas a partir das 4 horas, início da circulação, e se encerra por volta de meia-noite, com os últimos ônibus saindo dos terminais para os pontos finais dos bairros. São raras as linhas em que os veículos permitem se sentar, muitos rodam com lotação máxima. Em todo o ano de 2017 (menos dezembro), foram 44.279.265 de pessoas fazendo viagens. A média é de 4.025 pessoas por mês.
 
Segundo a Prefeitura, o reajuste da tarifa foi necessário para que o Executivo reduza o subsídio ao transporte, projetado em aproximadamente R$ 68 milhões para 2018, além dos reflexos da inflação. De acordo com o Paço, a média de uso dos ônibus diminuiu, o que também está sendo levado em conta para o aumento. Em 2013, a média de usuários pagantes no transporte por mês foi de 4,8 milhões. Em 2017, esse volume foi de 4 milhões (janeiro a novembro), o que representa uma queda de 17,24% nos últimos cinco anos.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar