Segunda-Feira, 18 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Cesta básica segue ritmo de queda Em um ano, consumidor pagou R$ 34,77 a menos; em um mês, R$ 8,05

Publicada em 10/01/2018 às 22:36
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
O preço da cesta básica sorocabana em dezembro de 2017, quando comparado com o mesmo mês de 2016, teve uma queda de 5,81%, ou seja, R$ 34,77 pagos a menos pelo consumidor. O ritmo de queda também seguiu na comparação com novembro, quando o conjunto de itens passou de R$ 571,53 para R$ 563,48, um decréscimo de R$ 8,05. Os dados constam do boletim mensal do Laboratório de Ciências Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso), divulgado nesta quarta-feira (10).
 
De acordo com o balanço, os produtos que mais contribuíram para essa queda foram carne de primeira e de segunda, leite longa vida, feijão e açúcar refinado. O litro do leite (-7,57), em novembro, era cotado a R$ 2,51; contudo, em dezembro, passou para R$ 2,32. A justificativa para mudança no valor está relacionada ao baixo consumo do produto e pelo aumento de sua captação. Em segundo lugar, está o feijão, com queda de 5,99%, passando de R$ 4,01 para R$ 3,77, tratando-se da sexta queda consecutiva. Segundo explicação do laboratório, o principal motivo para o decréscimo no preço do feijão é o grande aumento de oferta do produto. 
 
A carne bovina também registrou redução em seu preço. A carne de primeira apresentou queda de -4,09%, passando de R$ 22,74 em novembro para R$ 21,81 em dezembro. E a carne de segunda apontou queda de -3,89%, cotada a R$ 15,80 em dezembro ante R$ 16,44 em novembro. Tal resultado surpreende, já que normalmente espera-se alta do preço da carne nessa época do ano, devido ao período de festas, que acaba por elevar a demanda pelo produto.
 
AS ALTAS, COM DESTAQUE À CEBOLA - Já entre os produtos que apresentaram as maiores altas de preços em dezembro, está a cebola (8,99%). Seu preço em novembro era de R$ 1,78, passando para R$ 1,94 em dezembro. Devido ao início do período de chuvas e as altas temperaturas que prejudicam a sua produção, já era esperado que o preço do bulbo aumentasse nesta época do ano. Para os próximos meses, é esperado outro aumento, devido à maior incidência de calor e chuva e, principalmente, por conta do aumento da alíquota de importação de cebola, que passará de 10% para 25% a partir de 2018. 
 
Outro item que também está em alta são os ovos, cotado a R$ 5,23, em dezembro, ante R$ 5,00, em novembro. Esse aumento está atrelado ao final do ano, quando a demanda pelo produto é maior. Porém, o preço dos ovos encerra o ano com o valor inferior ao registrado em janeiro de 2017 (R$ 5,36/dúzia). O alho também está entre os produtos com maiores altas (4,17%), apresentando um preço médio de R$ 3,12/200g em novembro, passando para R$ 3,25/200g em dezembro.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar