Segunda-Feira, 18 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Prefeito ouve protestos de sorocabanos à política para moradores de rua

Publicada em 08/01/2018 às 19:09
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
PROBLEMÁTICA SOCIAL
 
Não é só comerciantes e residentes na região central que estão apreensivos com a problemática social suscitada pela crescente presença indiscriminada de pessoas em situação de rua perambulando pela cidade. Comprovação dessa dura realidade pode perceber pessoalmente o prefeito José Crespo ao participar na tarde de sábado (6) de reunião realizada na sede da Associação dos Moradores do Jardim Sandra, com a presença de moradores do bairro, do vizinho Jardim Emília e também de vizinhos do chamado Centro Pop, que a Prefeitura mantém na avenida Com. Pereira Ignácio. O encontro foi agendado pelo Paço em resposta à correspondência enviada ao prefeito por uma moradora do Jardim Emília e também para atender solicitação do vereador Hudson Pessini. 
 
Na reunião, os moradores reclamaram bastante do mal-estar gerado pela permanência de pessoas em situação de rua naquela região onde hoje está situado o Centro Pop. Entre os problemas apontados ao prefeito pelos munícipes, estão comportamentos agressivos, pequenos roubos e furtos, abordagens inconvenientes e ameaçadoras para pedir dinheiro, lixo e restos de alimentos jogados indiscriminadamente em calçadas, terrenos e áreas verdes da área e fedentina em demasia, já que até necessidades fisiológicas são feitas em qualquer canto.
 
De sua parte, o vereador Hudson Pessini fez críticas à legislação que versa sobre o auxílio das pessoas em situação de rua. Disse que a legislação, também seguida pela Prefeitura local, é equivocada e há excesso de assistência, dando a oportunidade para o surgimento dos que se profisisonalizam e vivem do trabalho de `morador de rua´. A maioria dos moradores da comunidade presentes apoiou a opinião do vereador. 
 
CENTRO POP MAIS PERTO DA RODOVIÁRIA -  O secretário de Igualdade e Assistência Social do Município, Alexandre Hugo de Morais, presente ao encontro ao lado do prefeito, informou que um novo Centro Pop será instalado mais próximo da Rodoviária, desativando-se o atual da Pereira Ignácio. Explicou que o atual tem capacidade para atender 50 pessoas e, como a demanda é maior, em cerca de mais 60 dias o futuro Centro Pop com capacidade de atendimento para cem pessoas estará em funcionamento. Também comunicou a ampliação das equipes de abordagem social, que oferecem estímulo para que essas pessoas deixem as ruas e possam viver com mais dignidade. Hoje a equipe conta com cinco pessoas, mas por meio de edital já publicado pelo Paço será ampliada em mais 15 profissionais. “O reforço dará mais agilidade para o atendimento”, pontuou o secretário, lembrando que, em 2017, com os cinco profissionais foram feitas 9.500 abordagens.
 
O prefeito José Crespo anunciou a criação ainda do Disk Aborgagem, um serviço via aplicativo de celular Whatsapp, para que qualquer cidadão informe onde há pessoas em situação de rua que necessitam de auxílio da Prefeitura. Esse serviço, aliás, já está funcionando e atende somente por mensagens de texto, pelos números 99101.4772 e 99832.0581. Crespo ressaltou, porém, a importância de se cumprir as leis que preveem o auxílio a pessoas em situação de rua e acrescentou que, inclusive, será cobrado pela Justiça, caso o Município deixe de cumprir a sua obrigação, com o secretário da Segurança e Defesa Civil, Fernando Dini, explicando também que a liberdade das pessoas em situação de risco é um direito jurídico e que a Guarda Civil Municipal (GCM) apoia os trabalhos do Centro Pop com a presença de agentes no local e patrulhamento nos bairros próximos. 
 
Também participaram da reunião comunitária a secretária da Cidadania e Participação Popular, Suelei Gonçalves; o secretário da Saúde, Ademir Watanabe; o chefe do Gabinete do Poder Executivo, Alexandre Robin, e o comandante da GCM, Marcos Mariano.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar