Domingo, 23 de Setembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Casal é achado morto a bala em casa

Publicada em 03/01/2018 às 18:33
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Um casal foi achado morto a bala, no primeiro crime do gênero no ano em Sorocaba, nesta quarta-feira (3). José Júlio Ferreira Cintra de Almeida Prado Júnior, 50 anos, e Simone Lanzoni, de 46, foram encontrados baleados na casa em que residiam, situada na Rua Rio de Janeiro, Vila Santa Terezinha. De acordo com informações preliminares da polícia, houve disparos de armas de fogo dentro do local, de madrugada. Vizinhos teriam escutado barulhos de tiros e visto movimentação de pelo menos uma pessoa a mais no local. A polícia não foi acionada nesse horário. Quando a filha de José chegou à residência, só no começo da tarde, para almoçar, encontrou os dois sobre a cama, no quarto do casal.
 
De início, há possibilidade de o homem ter matado a mulher com um tiro na cabeça e, na sequência, ter tirado a própria vida, também com um tiro, contudo apenas investigações mais aprofundadas poderão reforçar ou descartar essa possibilidade. A Polícia Civil investigará o caso para apurar mais detalhes do crime e eliminar as dúvidas da forma como tudo aconteceu.
 
A casa pertencia ao homem, que trabalhava no Fórum de Sorocaba, assim como a mulher; ele na 4ª Vara Civil e ela, na 6ª Vara Civil. Ele tinha feito aniversário há 11 dias. O local do crime fica atrás de um colégio famoso na cidade, a EM "Dr. Getúlio Vargas". O caso seria registrado na delegacia do plantão norte. Muitos familiares foram para a casa acompanhar o trabalho da polícia e da perícia técnica.
 
De qualquer maneira, é mais um caso de feminicídio também em Sorocaba. No período de 40 dias, entre 16 de novembro e 26 de dezembro do ano passado, o município registrou cinco mortes violentas de mulheres. No dia 27 de novembro, Aline Andrade Silva, 30 anos, foi assassinada pelo marido, Márcio Antônio de Oliveira Silva, que cometeu suicídio em seguida; no dia 16 de novembro, a policial civil Esmerlei Demétrio da Silva, 56 anos, foi encontrada morta em sua casa, no Jardim Novo Horizonte. Havia indícios de ferimento provocado por arma de fogo. A polícia ainda investiga esse caso. Um dia depois do Natal, a vendedora Mariana Pereira Ribeiro Coelho, 34 anos, foi assassinada a golpes de faca pelo ex-marido, Júlio Theodoro de Souza, de 33, na Rua Santa Maria, cruzamento com a Rua Cel. Nogueira Padilha, na Vila Hortência. Depois de desferir vários golpes, o acusado tentou fugir, mas foi linchado pela população. Júlio sobreviveu.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar