Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Seis filmes encerram 41ª Mostra Internacional de São Paulo no Sesc

Publicada em 16/12/2017 às 11:18
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
CINEMA
 
Três filmes neste sábado (16) e três amanhã, domingo (17), encerram a 41ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, que vem acontecendo desde terça-feira (12) no Sesc Sorocaba, no Jardim Faculdade, com a proposta de trazer aos cinéfilos locais e demais apreciadores da Sétima Arte um apanhando do Cinema contemporâneo mundial, reunindo as suas principais tendências, temáticas, narrativas e estéticas, assim como retrospectivas e clássicos restaurados da história do Cinema.
 
Neste sábado, “Mulheres Divinas”, do diretor Petra Volpe (Suíça, 2017, ficção, 14 anos), é o primeiro cartaz do dia, às 16 horas. Nora é uma jovem dona de casa que mora em uma pequena cidade com o marido e os dois filhos. O interior da Suíça permanece à parte dos grandes movimentos sociais surgidos em 1968 e a vida de Nora tampouco é afetada: ela é uma pessoa pacata, de quem todos gostam. Até começar a lutar publicamente pelo direito ao voto feminino, que os homens devem decidir nas urnas no dia 7 de fevereiro de 1971.
 
Às 18 horas, o cartaz é “De Encontro com a Vida”, do diretor Marc Rothemund (Alemanha, 2017, ficção, 10 anos), no qual é mostrada a história de Saliya, que ficou parcialmente cego quando adolescente. Apesar disso, não desistiu do seu sonho de trabalhar em um hotel de luxo. Sem contar a ninguém que mal vê, o rapaz consegue estágio no hotel mais conceituado de Munique. No entanto, quando se apaixona por Laura, seu plano, cuidadosamente elaborado, começa a desmoronar. E, encerrando o dia, às 20 horas, o destaque será o filme “24 Frames”, de Abbas Kiarostami (Irã/França, 2016). Relata a sinopse: “Um dia, quando eu não tinha nada para fazer, comprei uma Yashica barata e saí pela natureza. Eu queria estar em contato com ela. Ao mesmo tempo, desejava compartilhar com os outros momentos agradáveis que testemunhei. É por isso que comecei a tirar fotografias. Para, de alguma maneira, eternizar esses momentos de paixão e dor”.
 
OS FILMES DE DOMINGO – Já as apresentações de amanhã (17) começam às 16 horas, com “Visages, Villages” (diretor Agnès Varda, França, 2017, documentário, 10 anos), mostrando Agnès Varda e JR, que têm coisas em comum: sua paixão por imagens e, mais particularmente, o questionamento sobre os lugares onde elas são mostradas e a maneira como são compartilhadas e expostas. Agnès escolheu o Cinema; JR escolhe criar galerias fotográficas ao ar livre. Quando os dois se conheceram, em 2015, imediatamente quiseram trabalhar juntos e fazer um filme na França, longe das cidades. Em encontros aleatórios ou planos pré-concebidos, eles partem em direção a outras pessoas e as convidam a segui-los em sua viagem no caminhão fotográfico de JR. Vencedor do Olho de Ouro de melhor documentário no Festival de Cannes.
 
“O Dia Depois” (diretor Hong Sang-soo, Coreia do Sul, 2017, ficção, 12 anos), às 18 horas, traz o primeiro dia de trabalho de Areum em uma pequena editora. Bongwan, seu chefe, terminou recentemente o relacionamento que mantinha com a funcionária que trabalhou ali anteriormente. Hoje também, Bongwan, que é casado, sai de casa na manhã ainda escura e parte para o trabalho. Naquele dia, sua esposa encontra um bilhete de amor, explode no escritório e acaba confundindo Areum com a mulher que ele deixou.
 
Por fim, às 20 horas do domingo será exibido “O motorista de táxi”, do diretor Taeksi woonjunsa (Coreia do Sul, 2017, ficção). Nele, um taxista de Seul é contratado por um jornalista estrangeiro para levá-lo até a cidade de Gwangju. Ao chegar lá, eles se deparam com o lugar tomado pelo governo militar e com os cidadãos, liderados por um grupo de estudantes, reivindicando liberdade. O que começa com uma simples corrida de táxi se torna uma luta pela sobrevivência em meio à Revolta de Gwangju, evento real que aconteceu na Coreia do Sul em maio de 1980.
 
Os ingressos gratuitos estão disponíveis na Central de Atendimento do próprio Sesc (rua Barão de Piratininga, 555).
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar