Segunda-Feira, 18 de Junho de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Cesta básica em Sorocaba tem alta de 0,16% Cebola teve o maior aumento (9,88%) devido à oferta reduzida no período de chuvas

Publicada em 12/12/2017 às 18:33
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
A cesta básica sorocabana apresentou alta de 0,16% em novembro, passando de R$ 570,62 para R$ 571,63 no quinto aumento do ano. Os valores divulgados nesta semana pelo Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso) revelam que houve queda de 5,36%, ou seja, R$ 32,35 no preço comparado a novembro de 2016. O resultado foi, porém, inferior ao medido pelo índice de inflação oficial (IPCA-15), que teve elevação de 0,32% no período, indicando que os produtos de consumo básico que compõem a cesta subiram menos que os preços em geral na economia. No acumulado do ano, contudo, a cesta apresenta queda de -4,47% enquanto o IPCA-15 tem alta de 2,58%.
 
Dos 34 itens pesquisados na cesta básica sorocabana, 12 apresentaram queda no preço. Os grupos de alimentação e higiene pessoal tiveram alta de 0,14 e 1,43% respectivamente, enquanto o de limpeza caiu em 1,28%. Os produtos com os maiores aumentos de preço foram a cebola (9,88%), o alho (9,68%), o leite longa vida (5,02%), o achocolatado (4,95%) e o creme dental (3,69%). A cebola teve a oferta reduzida devido ao período de chuvas que dificultou sua colheita, além de afetar a qualidade do bulbo. Outro item que teve aumento em seu preço, o leite longa vida, após cinco meses com quedas consecutivas, passou a apresentar alta no mês de novembro. Em outubro seu preço era de R$ 2,39/litro, passando para R$ 2,51/litro em novembro, apresentando, assim, a variação constatada de 5,02%. “O aumento do preço do leite chamou a atenção, já que normalmente ele costuma cair nesta época do ano. O último registro de alta no mês de novembro ocorreu em 2010, ainda assim naquela época a alta de 1,09% foi bem inferior a registrada agora. A redução da captação de leite no campo, ao que tudo indica, parece ter sido o principal motivo para elevação do seu preço”, analisou o professor Lincoln Diogo Lima, coordenador do Laboratório de Ciências Sociais Aplicadas da Uniso.
 
Já as quedas foram identificadas nos ovos (-8,76%), no vinagre (-5,17%), no sabão em pó (-4,13%), na batata (-3,28%) e no frango (-2,70%). O principal motivo para o menor preço dos ovos foi a redução das exportações do produto, o que elevou a oferta no mercado interno.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar