Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA 4º Encontro de Bateras de Sorocaba e Região espera mais 70 bateristas

Publicada em 29/11/2017 às 22:57
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
Arte e solidariedade invadem a Toca do Leão SurfBar no dia 3 de dezembro, domingo, quando cerca de 70 bateristas são esperados para tocar clássicos do cancioneiro do rock’n’roll, entre outras músicas, no 4º Encontro de Bateras de Sorocaba e Região.
 
O evento ocorre a partir das 14h em prol do projeto Alma de Batera, que incentiva, através da música, o potencial e a autoestima de pessoas com deficiência, como Síndrome de Down. Bandas, como Mariamadame, além de outros nomes da música também estarão se apresentando.
 
Para o músico e diretor da Toca do Leão SurfBar, Fernando Paes, sediar o evento pela segunda vez consecutiva na casa é enriquecedor. “Desde a primeira vez que eu presenciei o evento, foi algo tão emocionante que não podemos deixar de lado. Foi aí que eu tive a ideia de ceder todo o espaço da Toca para o projeto. Abrimos o espaço sem nenhum fim lucrativo, até mesmo pelo objetivo de tudo isso. Abraçamos de fato a causa. Queremos fazer acontecer!”, garantiu.
 
O baterista da banda sorocabana Mariamadame e também apoiador do projeto, Bruno Barros, explica que o evento já conta com mais de 50 inscrições, das quais 20 são de alunos do projeto.
 
O repertório do evento é formado por músicas simples, já que a proposta é de que todos possam tocar, do iniciante ao avançado. “Teremos músicos consagrados da região, assim como iniciantes. Não existe nível para participar do evento. As músicas são muito simples, do cancioneiro do rock’n’roll, as clássicas, que todo mundo conhece. Fora isso, tem as músicas das bandas que apoiam o projeto, como Paralamas do Sucesso, Jota Quest, NX Zero, mas basicamente o repertório é de músicas simples, que qualquer um possa tocar”, adianta Bruno.
 
O projeto Alma de Batera surgiu em 2008 e foi idealizado pelo músico e pedagogo Paul Lafontaine, que, ao ministrar aula a uma criança com Síndrome de Down, percebeu seu grande desenvolvimento. “A ideia é exatamente promover a interação deles com todo mundo, e eles se sentirem parte, uniforme, sem nenhum tipo de postura diferenciada por parte dos outros”, ressalta Bruno.
 
O projeto não dá assistência apenas a crianças com Síndrome de Down, mas a qualquer uma que tenha necessidade especial, como paralisia e autismo. “Os efeitos são visíveis, principalmente pela alegria que isso causa na vida deles. Essa é a grande vitória. A gente percebe pelos pais e pelas mães”, comenta o baterista.
 
Interessados podem se inscrever até sábado, dia 2, no link (pt.surveymonkey.com/r/XVVLJ6W) e ganhar uma camiseta do evento. O valor da inscrição é R$ 30 e o participante deve levar sua bateria. Quem não for músico e quiser comparecer para prestigiar o evento, o valor da entrada é R$10 na portaria da Toca do Leão SurfBar, localizada na Avenida São Paulo, 2.981, Sorocaba. O valor será revertido totalmente ao projeto Alma de Batera.                                                  
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar