Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Justiça nega afastamento de Marinho Marte Vereador licenciado, secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas do Governo Crespo deve apenas afastar-se de réus

Publicada em 10/11/2017 às 22:53
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/DS)
O afastamento imediato do secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas da Prefeitura, o vereador licenciado Mário Marte Marinho Júnior (PPS), de suas funções junto aio Governo Crespo foi negado pelo juiz da Vara da Fazenda Pública de Sorocaba, Alexandre Dartanhan de Mello Guerra, nesta sexta-feira (10). O secretário havia sido acusado pelo promotor de Justiça Orlando Bastos Filho de obstruir investigações do Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) sobre a cobrança de ‘mensalinho’ de assessores quando atuou como vereador.
 
O juiz negou o pedido afirmando que os fatos precisam ser investigados junto a contestações dos acusados, mas determinou que Marinho Marte mantenha 100 metros de distância de todos os réus, sob pena de multa de R$ 5 mil. O advogado Joel de Araújo e o assessor Ilzo Pereira também são réus na petição.
 
A DENÚNCIA - Segundo a denúncia, Marinho Marte teria utilizado parte do salário de assessores parlamentares para pagamento de publicidade nas mídias sociais e até tarifas postais. Ameaças a eles depois que as denúncias surgiram também são citadas. O juiz concedeu o prazo de 180 dias para que o promotor de Justiça defina uma ação.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar