Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Vice-chefe do tráfico é preso com mais de 300 kg de maconha Fora tijolos de maconha, foram apreendidos fuzil, revólver, pistolas e granada

Publicada em 19/10/2017 às 19:07
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Germano Schonfelder)
Mais de 300 quilos de maconha, fuzil, revólver, pistolas e granadas foram apreendidos com um criminoso envolvido no tráfico de drogas da zona norte de Sorocaba, no começo da noite de quarta-feira (18). A polícia não revelou o nome do infrator, que tem 32 anos e até então nenhuma passagem pela polícia. 
 
Ele foi preso quando estava indo para uma casa alugada no Jardim Guarujá, zona oeste. Todo o material estava escondido dentro dessa casa. O homem preso é o braço-direito de um grande chefe do crime, que comanda a distribuição de pontos de tráfico na zona norte, conhecido dos meios policiais sorocabanos. Porém a identidade do homem também não foi revelada.
 
O indivíduo preso foi acusado de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de usos restrito e permitido e indiciado em todos esses crimes. Ele é parente do chefe do crime, que alugava essa casa. Investigadores do 8º DP de Sorocaba estão em busca desse criminoso há anos. Esse imóvel era conhecido, e o homem preso, acabou caindo na rota de investigação. Ele foi monitorado e preso antes de conseguir chegar à residência.
 
No imóvel, foram apreendidas dezenas de tijolos de maconha, totalizando 311 quilos do entorpecente; quatro pistolas de 9 milímetros; um revólver de calibre 38; um fuzil; uma granada de mão com pino; e diversas munições de todas essas armas de fogo. Fora o material bélico, foram apreendidos materiais comumente usados no preparo de drogas, como uma balança de precisão, rolo de papel-plástico e dois cadernos, contendo anotações feitas a mão com nomes e números, aparentando tratar-se de contabilidade de tráfico de drogas. 
 
O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Sorocaba e os policiais civis do 8º DP estão responsáveis por elucidar todos os fatos, sob o comando da delegada Luciane Regina Bachir. Ela repassou todas as informações numa coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira (19). Segundo ela, o chefe do crime quase foi preso anos atrás, na casa da mãe, mas conseguiu escapar. Ele movimenta uma quantidade ainda não mensurada, de acordo com a delegada, e continua sendo procurado. Por enquanto, apenas seu braço-direito foi preso e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Sorocaba.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar