Domingo, 22 de Outubro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Vereadores repudiam mostra sob alegação de zombaria à fé Moção é contrária à Exposição ‘Queermuseu’, promovida pelo Banco Santander

Publicada em 05/10/2017 às 21:45
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
Os vereadores aprovaram na sessão desta quinta-feira (5) uma moção, de autoria do vereador Luís Santos (Pros), que manifesta repúdio à Exposição “Queermuseu: Cartografias da Diferença na Arte Brasileira”, promovida pelo Banco Santander, por gerar “zombarias à fé cristã”. 
 
Na moção de repúdio, o vereador salienta que essa mostra deveria ficar aberta no Santander Cultural de Porto Alegre até o próximo dia 8, mas foi fechada para visitação pública após protestos e pressão nas redes do Movimento Brasil Livre (MBL), incluindo manifestações de ateus e de outros grupos de direita contra a mostra, que tinha o objetivo de valorizar a diversidade sexual atrás de temáticas LGBT. 
 
No entender de Luís Santos, a mostra contém material com pedofilia e zoofilia direcionado a público escolar, promove ataque ao Cristianismo, colocando imagens de Jesus Cristo ao lado de pedofilia, e trata de homossexualismo entre crianças. 
 
O vereador enfatiza, ainda, que o próprio Banco Santander, em declaração oficial quando do fechamento antecipado da mostra, reconheceu que algumas das obras da exposição desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que, segundo o banco, não está em linha com a sua visão de mundo. 
 
Dando continuidade à defesa de sua moção, Luís Santos destacou que o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, proibiu que a exposição fosse instalada em museu da cidade. O vereador também criticou a defesa da exposição, classificando-a como “aberração” pela mídia e por militantes de esquerda. “Isso é uma falta de respeito com nossos símbolos, nossos princípios e nossos valores.” 
 
O autor da moção recebeu, ainda, apoio de outros parlamentares, como Irineu Toledo (PRB), que reforçou que os defensores da exposição não aceitam que outros manifestem sua contrariedade. “Nós, cristãos, não temos direito a nada; não temos direito de nos manifestar, de sermos contrários”, disse. 
 
Anselmo Neto (PSDB), Silvano Júnior (PMDB), Hudson Pessini (PMDB), Hélio Brasileiro (PMDB), JP Miranda (PSDB), Wanderlei Diogo (PRP) e Pastor Apolo (PSB), também criticaram essa e outras exposições análogas que agridem as crenças da população. “Tudo tem limite e o respeito ao próximo tem de acontecer”, disse JP Miranda. 
 
A moção de repúdio foi aprovada com votos contrários de Francisco França (PT), Iara Bernardi (PT), Cíntia de Almeida (PMDB) e Fernanda Garcia (Psol). 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar