Sábado, 21 de Outubro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Quarteto espanhol de violões une-se a músico marroquino

Publicada em 29/09/2017 às 19:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
O quarteto espanhol de violões EntreQuatre sobe ao palco do teatro do Sesc Sorocaba, no Jardim Faculdade, na noite deste sábado (30), às 20 horas, para celebrar a força da música de seu país de origem com a tradição marroquina. Os músicos do EntreQuatre se juntam ao alaudista marroquino Driss Maloume para um show onde celebram, assim, as influências musicais compartilhadas entre as duas nações.
 
A Espanha tem compartilhado muitas coisas com Marrocos ao longo da história. Um sinal claro destes encontros é a música, com origens comuns, como as do flamenco. Este concerto marca o encontro do quarteto espanhol com Driss Maloume, propondo um programa singular, que mescla seus repertórios habituais com instrumentos que, tendo a mesma origem, evoluíram esteticamente de forma muito diferente.
 
ENTREQUATRE E O CANTOR MARROQUINO - O quarteto de violões EntreQuatre está na ativa desde 1984 e tem quatro discos lançados. O grupo nasceu da amizade de quatro amigos violonistas e hoje realiza shows e participa de festivais pelo mundo afora. Na formação atual, estão Carmen Cuello, Manuel Paz, Jesus Prieto e Carlos Cuanda. 
 
O grupo já se apresentou na Alemanha, França, Bélgica, Polônia, Hungria, Portugal, Estados Unidos, Irlanda, Inglaterra, África do Sul, Bolívia, México, Índia e Brasil e participou de importantes festivais, como o I Andrés Segovia In Memoriam, II Festival Internacional de Violões de São Paulo, com um concerto ao lado de Egberto Gismonti, e XIII Semana Internacional de la Guitarra de Dublin.Em 2009, recebeu um dos prêmios mais importantes de sua história ao ser nomeados ao Grammy Latino pela obra “4 Asimetrias”, de Orlando Jacinto Garcia, interpretada pelo quarteto;em  2015, o EntreQuatre celebrou seu 30º aniversário com um concerto com a Orquestra Sinfônica del Principado de Astúrias e um projeto de canções sefarditas.
 
Já músico Driss El Maloume, nascido em Agadir, é considerado um dos melhores alaúdistas da sua geração. Possui formação em música clássica árabe e ocidental e já ganhou vários prêmios ao longo da carreira, entre eles o do Conservatório Nacional de Música Rabat por três anos consecutivos.O marroquino já se apresentou em turnês pelo mundo acompanhado de músicos de renome, como o famoso compositor gambista (que toca a viola de gamba) e regente catalãoJordiSavall, especialista em música antiga, além de acompanhar o trompetista Paolo Fresu, o músico indiano DebashishBhattacharya e a musicista catalã Montserrat Figueiras.
 
SERVIÇO - Os ingressos custam R$ 6,00 para credenciados no Sesc e dependentes (credencial plena), R$ 10,00 para aposentados, pessoas com mais de 60 anos ou com deficiência, estudantes e servidores da escola pública com comprovante e R$ 20,00, inteira. 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar