Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Chimpanzé libertada por habeas corpus já tem companheiro em santuário

Publicada em 29/08/2017 às 12:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
Em abril, Cecília entrou para a história como o primeiro grande primata do mundo a ter o direito de viver em um santuário, no município de Sorocaba, por meio de um instrumento jurídico humano. A chimpanzé de 20 anos de idade usufruiu na prática do direito concedido por um habeas corpus quando foi transferida do zoológico de Mendoza, na Argentina, para o Santuário de Grandes Primatas, localizado na Rodovia Castello Branco e afiliado ao Projeto GAP.
 
Para a vida no Santuário sorocabano ficar ainda melhor, só faltava Cecília interagir, de fato, com pelo menos um dos outros 50 chimpanzés do local. Após o período de quarentena e de adaptação da chimpanzé à nova rotina – no início ela ainda demonstrava ter muitos traumas -, a prioridade passou a ser escolher um `candidato´ a companheiro, para ela socializar e deixar de vez para trás a vida de solidão em uma jaula de cimento como vivia na Argentina. E este `candidato´ foi Marcelino: a experiência, iniciada há cerca de uma semana, não poderia ter sido melhor e a química entre os dois chimpanzés foi instantânea.
 
Marcelino tem 10 anos e nasceu no próprio Santuário. É filho de Peter e Tata, resgatados do zoológico Buana Park, no Rio de Janeiro. Sempre viveu no grupo da sua família, mas nos últimos meses começaram disputas naturais de liderança com o próprio pai e ele foi separado em outro recinto. A integração com Cecília veio a calhar e traz benefícios para ambos os chimpanzés.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar