Terça-Feira, 26 de Setembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ENTRETENIMENTO Filme faz tributo a pianista brasileiro

Publicada em 22/08/2017 às 19:20
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
‘JOÃO, O MAESTRO’
 
Sete semanas de filmagens foram necessárias para que o longa-metragem “João, o Maestro”, que conta a história de superação e paixão pela música de João Carlos Martins, ficasse pronto. Com direção de Mauro Lima, o filme estreia nas salas de cinema de Sorocaba nesta semana.
 
Um dos maiores pianistas do mundo, o brasileiro João Carlos Martins foi um dos poucos músicos a gravar a obra completa de Bach. Nascido em São Paulo, em 1940, o artista começou a estudar piano aos oito anos de idade e iniciou a carreira profissional aos 13. Estreou no Carnegie Hall, em Nova York, aos 20 anos, e todas as suas apresentações tiveram ingressos esgotados. Por conta de diversos problemas de saúde foi obrigado a deixar de lado a carreira de pianista, definitivamente, em 2002.
 
É com inspiração nessa história que Mauro Lima escreveu e dirigiu o projeto. “O filme foca na compulsão e paixão do João Carlos pela música, pelo piano, e no quanto ele lutou para superar todas as dificuldades que teve pelo caminho”, comenta.
 
“Receber uma homenagem como essa, ainda vivo, é uma das maiores emoções da vida”, afirma João Carlos Martins. “Confiei plenamente no Mauro para contar a minha história. Só compareci ao set para acompanhar as cenas que envolviam a música.”
 
O filme traz Alexandre Nero, Rodrigo Pandolfo e Davi Campolongo como o maestro em fases distintas da vida. “Não acreditei quando fui escolhido para esse papel. O João na juventude era um monstro. A técnica que ele tinha no piano era impressionante!”, elogia Pandolfo. Já Alexandre Nero, que interpreta um João Carlos mais maduro, sente prazer em protagonizar o longa. “É um brasileiro que todo mundo precisa conhecer.”
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar