Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Circuito alternativo tem astronomia e filme francês

Publicada em 21/08/2017 às 19:04
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
O projeto CineCafé, do Sesc Sorocaba, que neste mês vem realizando a mostra “Cinema Sideral”, exibindo filmes que tratam de temas relacionados ao espaço sideral e contatos com seres extraterrestres, mostra nesta terça-feira (22), às 19 horas, o longa “Interestelar” (EUA, 2014, 169 minutos), com direção de Christopher Nolan. Ele se passa num futuro distante, onde, após a Terra ter consumido boa parte de suas reservas naturais, um grupo de astronautas recebe a missão de tentar encontrar planetas para receber a população e continuar a espécie. Cooper (Matthew McConaughey) lidera este grupo, mesmo acreditando que nunca mais verá os filhos. Com o passar dos anos, sua filha, Murph (Mackenzie Foy e Jessica Chastain) investirá numa jornada para também tentar salvar a população do planeta Terra. 
 
Quem estará esta noite no debate que geralmente acontece após as exibições do CineCafé é o físico Antônio César Germano Martins, graduado pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), onde participou de pesquisas em astronomia, supercondutividade, plasma e raios cósmicos.
 
Os ingressos devem ser retirados com uma hora de antecedência na Central de Atendimento da Unidade, no Jardim Faculdade.
 
CINEMA FRANCÊS NO SESI – Já no Teatro do Sesi, no bairro do Mangal, na noite de quinta-feira (24), às 19h30, tem sequência a Mostra Cine Sesi-SP no Mundo: A França e O Novo, realizada em parceria com a Embaixada da França no Brasil e com o apoio do Institut Français e que traz ao público sorocabano semanalmente, até o início de outubro, filmes de dois grandes momentos do Cinema francês: títulos do meio do século XX, época em que surgem a Cahiersdu Cinema e o movimento conhecido como a Nouvelle Vague; e outros contemporâneos, que retomam questões temáticas e formais dos grandes clássicos, mostrando a evolução da linguagem cinematográfica e da visão de mundo dos realizadores.
 
“O Batedor de Carteiras” (França, 1959, preto e branco, legendado em português) é o cartaz desta semana.Com o uso de técnicas não convencionais, o filme é um marco na história do papel criativo do diretor no cinema.Michel, um jovem forçado a abandonar os estudos, aproveita para dar vazão à sua paixão secreta. Sua primeira tentativa, o furto de uma bolsa, acaba mal. Mas o acaso lhe permite aprender técnicas dos profissionais na arte de bater carteiras. Tomado por sua vocação, Michel logo se torna um prestidigitador inigualável.
 
Drama com 76 minutos e direção deRobert Bresson, estão no elenco de “O Batedor de Carteiras” Martin La Salle, Marika Green e Jean Pélégri.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar