Sábado, 21 de Outubro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< CULTURA Cia Imediata estreia Uma Intervenção Poética para Carlos Roberto Mantovani

Publicada em 04/08/2017 às 17:40
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação)
A Cia Imediata de Teatro estreia o espetáculo “Uma Intervenção Poética para Carlos Roberto Mantovani” neste sábado (5), às 19h30, no Barracão Cultural, que fica ao lado da antiga Estação Ferroviária, na avenida Dr. Afonso Vergueiro, e fica em cartaz até 3 de setembro em três espaços culturais da cidade.
 
No próprio Barracão Cultural, novas apresentações serão realizadas amanhã, domingo (6), e nos dias 7 (segunda-feira), 12 e 13; na Biblioteca Infantil Municipal, na rua da Penha, 673, também no Centro, dias 19, 20, 21, 26 e 27; e no Espaço Cultural Du Artes, no Jardim Maria Eugênia, dias 2 e 3 de setembro. Todas às 19h30, com entrada gratuita.
 
Com apoio da Lei de Incentivo à Cultura (Linc) do Município, edital 2016, o espetáculo foi criado a partir dos livros “Escritos Ordinários” e “Redundâncias”, do dramaturgo, ator, diretor de teatro, artista plástico, dançarino e poeta Carlos Roberto Mantovani, grande fomentador da cultura sorocabana dos anos 90/início dos anos 2000.
 
Proponente do projeto, a atriz Merlin Kern, explica que este nasceu a partir do desejo da Cia Imediata de Teatro de levar ao público e jovens artistas a possibilidade de reconhecer na figura de Mantovani esse grande nome da cultura em Sorocaba.“Ele construiu durante sua vida incontáveis conexões artístico-culturais. Trata-se de um artista multifacetado, inquieto, sempre procurando caminhos. Quando veio a falecer, aos 53 anos de idade, estava em meio a sonhos e projetos nas várias áreas por onde transitava como ator, bailarino, dramaturgo, diretor e artista plástico. Todos que o conheceram identificavam nele a presença de um grande criador. Trazer para o presente o pensamento desse artista amplo é um marco para as artes na cidade”, destaca a atriz.
 
Para a concepção cênica, foi investigado todo o material dramatúrgico de Mantovani e seus livros.  A direção da atriz e diretora Angela Barros ofereceu subsídios para que os intérpretes buscassem e criassem em seus corpos (físico, memória e percepção) potencialidades cênicas buscando uma teatralidade mais articulada, embora menos aparente.Como resultado, no palco os intérpretes apresentarão suas perspectivas e inquietudes pessoais a partir dos poemas de Manto, como era carinhosamente chamado pelos amigos. Além de Merlin Kern, o elenco conta com Caio Alquati, Fabiano Sampaio, Patrícia Nolasco e Raul Trindade.  A trilha sonora é assinada pelos músicos Marco Gomes e Maurício Toco, a cenografia ficou a cargo da artista Silvana Sarti, dramaturgia de Sueli Aduan, figurinos de Felipe Cruz e iluminação, Claudinei Rosa.
 
MANTO - Carlos Roberto Mantovani nasceu em Laranjal Paulista, em 1950. Em Sorocaba, além de escrever, atuou como diretor artístico do Espaço Cultural dos Metalúrgicos, missão que começou em 1992 e seguiu até o ano 2000.Nesse mesmo período, Manto mostrou seus talentos como programador da Oficina Cultural Regional “Grande Otelo”, que sediou muitas de suas peças teatrais e oficinas de artes, e foi também um dos promotores de eventos como o Curta Teatro e o Curta Dança. Faleceu devido a um câncer em 2003.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar