Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Funcionários da Santa Casa decidem sobre greve nesta sexta

Publicada em 06/07/2017 às 13:40
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/Fernando Rezende)
Uma assembleia nesta sexta-feira (7), às 14 horas, decidirá se os trabalhadores da Santa Casa de Misericórdia vão aderir ou não à greve pela suspensão e, em alguns casos, redução do pagamento de adicional de insalubridade aos funcionários e ao não pagamento do INSS. 
 
Conforme o Sindicato Único dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Sorocaba e Região (Sinsaúde), caso a greve seja estabelecida, ela deverá se iniciar na próxima semana, após o dia 12, depois de uma reunião no Tribunal Regional, em Campinas (SP).
 
O presidente do Sinsaúde, Milton Sanches, explica que o hospital conta com 800 funcionários, dos quais 400 têm direito ao adicional de insalubridade. Ele diz, ainda, que o benefício foi cortado em junho depois de a Prefeitura ter apresentado laudos constando que alguns setores do hospital não teriam status de insalubres.
 
"A Prefeitura é incoerente. Numa reunião do conselho, o secretário da Saúde disse que quase todos os setores eram insalubre, e do nada, sem explicação, eles vêm e cortam. Você pauta sua vida no trabalho e não pode receber o que é de direito?", questiona.
 
Procurada, a Prefeitura manifestou-se com a seguinte nota: "No dia 1º de junho os funcionários da Santa Casa foram informados, por meio de uma resolução da Comissão Gestora Especial, de que passariam a vigorar adequações quanto ao adicional de insalubridade a partir do mês corrente. Essas adequações foram necessárias para cumprir a legislação, obedecendo aos critérios da Norma Regulamentadora (NR15) e de acordo com o Plano de Prevenção de Riscos de Acidentes (PPRA) que está vigente desde setembro de 2016. Na resolução, foi informado que as adequações se fazem necessárias devido a divergências identificadas quanto à aplicação do adicional de insalubridade. As adequações estão aplicadas principalmente a funcionários que atuam em setores administrativos".
 
 
 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar