Quinta-Feira, 23 de Novembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< ECONOMIA Clima influencia na alta do preço do feijão

Publicada em 21/06/2017 às 10:52
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Arquivo/Fernando Rezende)

Item indispensável no cardápio da maior parte dos brasileiros, o feijão carioca ficou mais caro no bolso do consumidor. O produto subiu 2,41% em maio e o aumento deve se estender para os próximos meses, segundo dados do Índice de Preços dos Supermercados (IPS/APAS); em maio de 2016, a alta foi de 3,60%. Segundo o gerente de Economia e Pesquisa da Associação Paulista de Supermercados, Rodrigo Mariano, a alta se deve às condições climáticas que afetaram muitas produções e à baixa qualidade do grão.

Apesar da alta, o economista não acredita que o produto deixará de ser vendido, uma vez que o feijão é muito apreciado e o consumidor tem dificuldade de substituí-lo por outro grão. “Não acreditamos que o consumidor deixará de comprar, mas sim trocar outros produtos do carrinho de compras por itens mais baratos, como produtos de limpeza por exemplo”, explicou.

Rodrigo faz questão de ressaltar ainda que, apesar da expectativa de mais alta para os próximos meses, não haverá o cenário observado em 2016, quando o feijão chegou a custar R$ 15 o quilo. “Agora, o cenário é diferente, pois em 2016 tivemos o agravamento de uma estiagem prolongada no momento do plantio e chuvas em excesso no momento de colheita, o que prejudicou muito a cultura do feijão”, lembra. A dica, acrescenta, continua sendo pesquisar o melhor preço ou até mesmo substituir o feijão por outras proteínas vegetais, como a lentilha e o grão de bico.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar