Sábado, 27 de Maio de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< BBB 17 BBB 17 - Emilly vence o Big Brother com 58% dos votos

Publicada em 14/04/2017 às 01:37
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Ieda (terceiro lugar), Emilly (vencedora) e Vivian (segundo lugar)

A estudante Emilly recebeu 58% dos votos na final do “BBB17”, realizada nesta quinta-feira (13), e se tornou a vencedora da 17ª edição do programa. A gaúcha superou a advogada Vivian e a aposentada Ieda na disputa decisiva do reality show e levou o prêmio de R$1,5 milhão para a casa.

Vivian recebeu 41% dos votos e se manteve na disputa até o anúncio final de Tiago Leifert. Já Ieda ficou muito atrás na votação, com apenas 1%, e terminou na terceira colocação. O trio deixou a casa de mãos dadas e foi recebido no palco por familiares e ex-participantes.

Questionado por Leifert quais eram suas últimas palavras antes do anúncio da vencedora, Emilly declarou: "Eu lembrei de uma coisa que minha irmã mais velha me disse: Deus não coloca sonho impossível dentro da gente. Meu maior sonho é dar uma escola pro meu sobrinho e estabilidade para minha família e eu tô aqui. Eu tenho muita gratidão pelo Brasil e por vocês por tudo que vêm fazendo por mim"

Antes de anunciar a vitória, Leifert disse em seu discurso direcionado à gaúcha: "Vou fazer ruma referência nerd: 'X-Men'. Um 'X-Men' novinho tem aquele poder todo mas não sabe usar. Ele precisa de treinamento porque ele é tão forte que ou ele aprende ou ele destrói tudo e as pessoas quando ele gosta".

O apresentador continuou: "Tem alguma coisa em você que é especial. É muito difícil falar sobre você. Mas é algo muito poderoso e que incomoda muita gente. Quando você falou que se amava, muita gente assustou. Você tem uma força, uma raça, você é corajosa, ousada. você mostrou tudo que você tem. Vitória do coração", finalizou.

Questionada pelo apresentador qual foi o maior aprendizado dentro da casa, Emilly respondeu:  "Aprendi a saber sentir dor, me controlar um pouco por mais que pareça que não. Eles me buscaram 15 depois da minha mãe ir pro céu. Eu fiquei pensando se isso ia ser uma experiência boa", disse a gaúcha. A final do BBB foi animada pelos técnicos do “The Voice Brasil”: Cláudia Leitte, Carlinhos Brown, Lulu Santos e Léo.

EXCESSO DE CONFIANÇA - A gaúcha Emilly, de 20 anos, foi um dos quatro participantes a entrar no “BBB17” um dia antes dos demais brothers: ao lado do irmã gêmea Mayla, contra quem competiu pela vaga na casa com a dupla Manoel e Antônio.

A sister ficou conhecida por sua autoestima. Ela virou meme nas redes sociais ao dizer "eu sou sensacional". Os internautas criaram a hashtag "EuSouMaravilhosa" e brincaram com a gaúcha.

Dias depois ela soltou a emblemática frase: "Eu que sou o tipo de mulher que o Marcos gosta. Eu seria Miss Mundo se eu tivesse grana para investir nisso, e ela teve... eu seria Miss o que eu quisesse!"

Apesar da confiança, o romance com Marcos foi o que manteve a sister na disputa. O casal teve muitas brigas e protagonizou cenas quentes debaixo do edredom. Emilly virou febre nas redes sociais novamente, após um frase bastante picante.

Marcos mostrava sinais de desgaste e já considerava terminar a relação. O cirurgião plástico disse que estava “perdendo o encanto” em relação a sister, após algumas atitudes infantis e egoístas.

O Twitter oficial do médico chegou a iniciar uma campanha contra Emilly. Controlado por quatro amigos do brother, o perfil comandou a campanha #foraemilly, que incentiva os fãs do cirurgião a votarem para que a gêmea saísse da casa. No último dia do programa, a mãe do médico também se posicionou a favor de Vivian.

DISTÂNCIA DE MARCOS - Emilly saiu correndo do confinamento e comemorou o resultado da final ao lado da família. Marcos, seu namorado dentro do reality, estava na final, mas permaneceu distante de Emilly e não houve nenhum tipo de aproximação.

Emilly ficou ao lado do pai, Volnei, e da gêmea, Mayla, e não fez nenhuma tentativa de conversar com Marcos. Minutos antes, havia ficado emocionada ao saber que Marcos estava na plateia, mas quando venceu e saiu da casa não fez nenhuma tentativa de chegar perto do cirurgião. A presença de Marcos era uma incógnita até o início do programa ao vivo, já que a assessoria havia confirmado a presença do brother, mas a Globo não se pronunciou sobre o assunto.

EXPULSÃO – Marcos foi expulso da atração na segunda (10) após indícios de agressão à namorada em um comportamento alarmante durante uma madrugada pós-festa. Ele enfiou o dedo na cara da sister, a encurralou em um canto e posteriormente chegou a bater a cabeça de Emilly no chão enquanto chorava e pedia para que ela não o decepcionasse.  Emilly chorou muito com a expulsão do namorado, afirmando que não entendia o que havia acontecido e que as brigas entre os dois sempre acabavam se resolvendo.

RECORDE - Tiago Leifert afirmou que a votação para a escolher a vencedora do "BBB17" ultrapassou o último recorde e somou 142 milhões e já é a segunda maior marca da história do programa. Até então, a votação mais expressiva havia sido de 112,8 milhões, registrada no paredão entre Ilmar e Marcos. Para efeito de comparação, o recorde da edição anterior, o "BBB16", aconteceu no paredão entre Ana Paula e Juliana, com 103 milhões de votos.

O recorde de todas as edições ainda permanece com Marcelo Dourado. Ele esteve presente no paredão de maior volume de votos da história e também na terceira maior marca, ambos no "BBB10". No embate contra Dicésar, foram contabilizados 125,4 milhões de votos, mas o recorde aconteceu na disputa tripla entre Dourado, Fernanda e Cadu, que registrou 154,8 milhões de votos.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar