Segunda-Feira, 24 de Julho de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< POLÍCIA Quilombinho é furtado durante período de luto pela fundadora Assistente social pede doação de portas, trancas e mantimentos

Publicada em 17/03/2017 às 14:35
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Germano Schonfelder)
O Centro Cultural Quilombinho foi invadido e roubado durante o período em que a ONG permaneceu fechada em respeito ao luto pela morte da fundadora, Rosângela Alves, no domingo (12).
 
A assistente social Marie Cristin Decroix diz que estão todos muito assustados. “Estamos comovidos. Entraram aqui enquanto estávamos enterrando a Rosângela”, lamenta.
 
Os invasores quebraram portas e janelas, danificaram banheiros, levaram três netbooks e esvaziaram a cozinha, que continha cerca de 150 quilos de carne congelada e outros mantimentos não perecíveis.
 
“Nós batalhamos para dar quatro refeições diárias para 60 crianças; chegamos e não tinha nada”, relata Marie. “Ainda escreveram na geladeira ‘abasteça o Quilombinho’, com sarcasmo.”
 
Os governos estadual e municipal colaboram mensalmente com a ONG em uma quantia de R$ 6.756,40, mas R$ 2 mil são para pagamento de impostos. De restante, o Quilombinho conta com apoio de empresários e amigos que fazem doações.
 
Na noite de quarta-feira (15), alguns meninos, que participaram da entidade quando crianças, dormiram no local para montar vigia e, desde a manhã desta quinta-feira, levantam um cercado com bambu para proteger os fundos de mais invasões.
 
Marie afirma que um boletim de ocorrência foi registrado e a polícia esteve na ONG. Agora, resta ao Quilombinho tentar restabelecer-se. “Precisamos urgentemente de doações de porta, chave-tetra, portão de ação e mantimentos”, apela.
 
A comunidade pode fazer doações diretamente no local, na Rua Caramuru, 203, na Vila Leão, ou entrar em contato com a assistente social pelo telefone 9-9667-8159.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar